Envie esta página a um amigo!

segunda-feira, 30 de maio de 2011

3

Evento: Vencedores dos GLOBOS DE OURO 2011 - Portugal

 Melhor Filme
“Mistérios de Lisboa” de Raúl Ruiz
 
Melhor Actriz
Maria João Bastos em "Mistérios de Lisboa"

Melhor Actor
Adriano Luz em "Mistérios de Lisboa"


São ainda de destacar alguns momentos marcantes da gala deste ano:

A homenagem feita a Artur Agustinho
A entrega do Prémio Mérito e Excelência a Simone de Oliveira 

Aqui ficam os restantes vencedores:
 Desporto
Melhor Atleta Feminina
Jessica Augusto 
Naide Gomes 
Telma Monteiro
Teresa Portela


Melhor Atleta Masculino
 João Pina 
Cristiano Ronaldo 
Armindo Araújo
Fábio Coentrão

Melhor Treinador
Domingo Paciência
Jorge Jesus 
José Mourinho 
Rui Rosa

Moda
Melhor Modelo Feminina
Ana Sofia
Milena Cardoso
Milene Veiga 
Sara Sampaio
 
Melhor Modelo Masculino
Bruno Rosedo
Jonathan & Kevin 
Luis Borges 
Ruben Rua

Melhor Estilista
Nuno Baltasar
Filipe Faisca
Ricardo Dourado 
Luís Buchinho 

Música
Melhor Intérprete Individual
Aurea 
Mariza
Rita Redshoes
Camané

Melhor Grupo 
Deolinda
 Expensive Soul
Diabo na Cruz
Tambor 

Melhor Música
Busy For Me – Áurea
Um Contra o Outro – Deolinda 
O Amor é Mágico – Expensive Soul 
Dá-me Um Abraço – Miguel Gameiro 

Teatro
Melhor Actor
Carlos Paulo
Diogo Dória
Nuno Lopes 
Miguel Guilherme

Melhor Actriz
 Alexandra Lencastre
Elsa Galvão 
Luísa Cruz 
Isabel Abreu 

Melhor Peça
A Mãe 
O Sr. Puntila e o Seu Criado Matti 
Quixote
Uma Família Portuguesa

Revelação
 (escolha do público) 
Rui Porto Nunes
 Aurea 
André Villas Boas 
Joana Santos

Prémio Mérito e Excelência
Simone de Oliveira

O que acham dos vencedores?

quinta-feira, 26 de maio de 2011

2

Passatempo: Vencedor do último passatempo do FLAMES


Este foi o nosso passatempo com mais participações até ao momento. Tivemos um total de 55 inscrições válidas! Por tudo isto, queremos agradecer a todos e convidar-vos, antecipadamente, para aderirem aos passatempos que realizaremos num futuro próximo. Mas vamos parar com o suspense e vejamos quem foi o vencedor.
Tal como das outras vezes, o vencedor foi escolhido de forma completamente aleatória dentre o conjunto de participantes cujas inscrições foram validadas (que é como quem diz, cumpriram as regras do passatempo). E o grande vencedor é..... a RITA SEIXAS! Muitos parabéns Rita e esperamos que te divirtas com o prémio, o aclamado filme "Chicago".


domingo, 22 de maio de 2011

7

Filme: The Last Kiss - O último beijo

Titulo Português: O último beijo
País: USA
Língua: Inglês
Data de Lançamento em Portugal: 22 Março 2007

We all make choices. What's yours?

Duração: 115 minutos

Cast:
Zach Braff - Michael
Jacinda Barrett - Jenna
Casey Affleck - Chris
Rachel Bilson - Kim
Michael Weston - Izzy
Eric Christian Olsen - Kenny
Marley Shelton - Arianna
Lauren Lee Smith - Lisa
Harold Ramis - Professor Bowler
Blythe Danner - Anna

Poster do Filme no Brasil
Este foi daqueles filmes que demorámos muito tempo a perceber se quereríamos ou não ver, mas em boa hora optámos por lhe dar uma oportunidade. De facto, não se trata de uma comédia pura, ou de um drama, mas de uma história que pode ser a história de qualquer um, ou do nosso melhor amigo, ou da vizinha do lado. A verdade é que este filme tornou-se para nós num daqueles filmes que sentimos quase a obrigação de aconselhar a ver num dia mais calmo e tranquilo no qual queiramos só relaxar a ver um filme.
É surpreendente também como uma história tão "banal" nos possa prender durante tanto tempo. A vontade de saber o que vai acontecer e como é que vai acabar, não nos permite clicar em pausa.

A história é protagonizada por Michael que vive com a sua namorada Jenna há 3 anos e cujo objectivo em comum é igual a muitos outros de outras pessoas: casar e começar uma família. E tudo parece apontar pelo bom caminho quando ambos anunciam aos pais que vão ter um filho. Mas Michael tem algumas preocupações: será que o inicio desta nova etapa significa o fim da sua juventude?

E é no casamento de um amigo que se começa a dar a reviravolta que Michael acreditava não acontecer (apesar de estranhamente ansiar). É neste casamento que conhece uma jovem rapariga, Kim, que se mostra, desde logo interessada nele.
Ao mesmo tempo, as relações que circundam a vida de Michael e Kim, parecem também começar a desmoronar-se: Izzy, um dos amigos de Michael está a sofrer imenso pelo seu maior amor, Arianna; enquanto Kenny se envolve com Danielle, que parece em tudo coadunar-se com o seu estilo de vida. Ao mesmo tempo Chris sente-se totalmente dominado pela mulher com a qual já tem um filho. Até os pais de Jenna parecem enfrentar uma pequena crise. Conseguirá o amor de Michael e Jenna sobreviver e continuar a relação que todos consideram perfeita? E que papel terá Kim nisto tudo? Eis finalmente um filme que pode, de alguma forma, representar um pouco da realidade e afastar-nos daquilo a que estamos habituados (pessoas e enredos quase impossíveis ou improváveis).

Aqui fica o trailer:


quinta-feira, 19 de maio de 2011

5

Livro: O último adeus de Sherlock Holmes


Género: Mistério, Drama
Ano de edição: 2009
Autor: Sir Arthur Conan Doyle
Nº de páginas: 94


"...Elementar meu caro Watson..."

O Último Adeus de Sherlock Holmes consiste numa colecção de oito contos de histórias do detective mais famoso de todos os tempos - Sherlock Holmes. Estes contos, publicados em 1917, foram divulgados pela primeira vez na revista Strand Magazine em 1893 e, posteriormente, de 1908 a 1917. O livro que lemos possui um total de 3 contos: 
                                            - Os Planos do Submarino Bruce-Partington
                                            - O Pé do Diabo
                                            - A Caixa de Papelão



Já há muito tempo que ouvíramos falar de Sir Arthur Conan Doyle, o médico e escritor, que se celebrizou ao escrever as aventuras do detective Sherlock Holmes e do seu inseparável companheiro, o médico Watson. Contudo, só mais recentemente é que decidimos ler tão afamadas histórias. Como apreciadoras de histórias de detectives que somos, não foi difícil deixarmo-nos encantar logo nas primeiras páginas por este livro. A escrita de Sir Arthur Conan Doyle consegue ser simples, o que a torna acessível a todos, e, ao mesmo tempo, algo elaborada (este aspecto está patente principalmente nos diálogos travados entre Sherlock Holmes e os outros personagens) já que o detective tem uma curiosa forma de se expressar em algumas situações. Outro aspecto que nos agradou bastante nestas histórias assenta no facto de o narrador ser o próprio Watson, o que traz algumas particularidades curiosas, nomeadamente, situações em que ficamos na expectativa relativamente aos passos dados por Sherlock quando este não se encontra junto do seu amigo Watson e, assim, este não tem forma de saber o que é que o famoso detective anda a "tramar" para desvendar os difíceis mistérios com que se confronta.

Em relação aos 3 contos presentes neste livro, só temos coisas positivas a referir: os 3 conseguiram apresentar-nos curiosos mistérios que nos deixaram na expectativa, quanto à sua resolução, até ao fim; não são muito longos (têm cerca de 30 páginas cada) o que evita que a história se torne monótona e repetitiva; e são bastante diferentes entre si, o que não permite que tenhamos uma sensação de déja vu ao ler as 3 histórias.
Por tudo isto, aconselhamos este livro a qualquer amante de um bom mistério e/ou a quem ainda não tenha tido oportunidade de conhecer este grande e célebre detective que é Sherlock Holmes.

Não se esqueçam que ainda podem participar no nosso PASSATEMPO. O prazo termina dia 25 de Maio.

Boa sorte!


segunda-feira, 16 de maio de 2011

3

Filme: Bent

A Queima acabou...voltamos então ao formato "normal" do FLAMES... ah, mas antes de apresentar o filme de hoje, não se esqueçam de participar no nosso passatempo.


Cast:
Mick Jagger                    ...     Greta
Clive Owen                     ...     Max
Brian Webber                  ...     Rudy
Nikolaj Coster-Waldau     ...     Wolf (as Nikolaj Waldau)
Jude Law                        ...     Stormtrooper

Género: Drama, Romance
Duração: 105 minutos
País: UK
Data de lançamento: 26 Novembro 1997


Vencedor do Festival de Cannes para melhor filme estrangeiro.

"We can't see each other, we can't touch each other"
"We can feel"...

Pensamos que podemos comparar o nosso gosto por este filme, ao mesmo que aconteceu com o filme The Reader. Foi daqueles filmes que vimos porque uma pessoa amiga nos recomendou, e nós arrastámos ao máximo. Começámos a vê-lo e ficámos intrigadas e sem vontade de o continuar a ver assim que vimos as primeiras imagens (muito fortes, descontextualizadas mas sobretudo confusas), e acabámos mesmo por desistir de o ver. Mas foi em boa hora que decidimos dar oportunidade a um dos filmes que mais gostámos de ver nos últimos tempos e que mais nos fez pensar!

A história inicia-se com um casal homosexual na altura do nazismo. Os nossos caros leitores devem lembrar-se bem das atrocidades que este grupo sofreu nessa altura. Pois bem, é um pouco disso que nos fala este filme... mas este filme é muito mais do que isso...

Por ser gay, Max é enviado para um campo de concentração. No entanto, consegue negar a sua orientação sexual, usando uma estrela amarela (destinada aos judeus) em vez da cor-de-rosa (destinada aos homosexuais). E é no campo de concentração que se apaixona! Mas será o seu amor correspondido?

Clive Owen apresenta-se aqui num papel completamente diferente dos que tem desempenhado até agora, e apresenta-o de forma brilhante.

Recomendamos este filme a todas as pessoas que gostem de um bom filme para pensar, para chorar, reflectir e mais tarde, quem sabe, mesmo discutir com amigos. Sem dúvida, dos melhores filmes que vimos nos últimos tempos! 100% recomendado

Aqui fica o trailer:


sábado, 14 de maio de 2011

3

Evento: Queima das Fitas (9º dia) - O ÚLTIMO DIA!

A Queima das Fitas acabou ontem! Antes de mais, gostaríamos de agradecer aos nosso leitores, que partilharam connosco esta nossa última semana académica. Obrigada.

E como começou a noite? Bom, não podia ter sido da melhor forma. Estavamos nós, cá atrás, à espera do concerto quando ouvimos uma voz a vir detrás de nós... era ele... JAMES a cantar de uma das barracas que vende cerveja.


Daí, o cantor iniciou o seu percurso (sempre a cantar) até ao palco principal, onde iniciou um concerto digno de artista. De todos, foi o que mais interagiu, tocou e dançou com o público.




Aqui fica a nossa música favorita.



Seguiu-se a actuação de Sean Riley e The Slowriders:


 Seguiram-se os Kwantta:


 Entretanto, na tenda do Licor Beirão, encontrámos a Filomena Cautela, que nos deu um autógrafo! Muito simpática a senhora ;) e um óptimo gosto musical. Sim, porque ela era a  DJ daquela noite na tenda.




 Mas o palco continuava a receber artistas: O grupo de cordas (os "velhos" e os "novos"):  



E, finalmente, As Fans:


E pronto...esta foi a nossa semana que, apesar de nos ter posto de rastos, foi para nós memorável...Vai para sempre ficar na nossa memória tudo o que se passou na Queima. Mas como para nós o lema "o que acontece na Queima, fica na Queima" não faz sentido, decidimos partilhar com vocês esta semana...esperamos que tenham gostado, que não vos tenhamos maçado e ... não se esqueçam de participar no nosso passatempo. Aqui fica o fogo de artifício que houve ontem no Parque da Queima das Fitas:



sexta-feira, 13 de maio de 2011

1

Evento: Queima das Fitas (8º dia)

A penúltima noite da Queima das Fitas deste ano acabou por ser uma das melhores. Não apenas pelos artistas convidados mas também pelo convívio.

Para abrir a noite actuaram os portugueses Mind Da Gap, um grupo de rappers há muito conhecido no nosso país:


Talvez por a noite ainda "ser uma criança", não estavam muitas pessoas a assistir a este espectáculo, mas os presentes puderam divertir-se ao som de conhecidos temas de hip-hop:



Fiquem com uma música da banda:




Contudo, o grande momento da noite estava reservado para os cabeças de cartaz - os The Gift:



O concerto foi absolutamente ESPECTACULAR! Adorámos todas as músicas, mesmo as que ainda não conhecíamos por fazerem parte do seu mais recente albúm "Explode".
A banda começou por actuar por detrás de um manto, o que originou um efeito interessante:



Depois, caído o manto, seguiu-se um show com boas músicas, muita interacção com o público e momentos engraçados, proporcionados pelas divertidas expressões da vocalista da banda:







O final do concerto foi adiado por 2 vezes já que o público, eufórico com a actuação, continuava a pedir à banda que cantasse "só mais uma" música. Assim, foi no meio de uma verdadeira festa que a banda se despediu do público presente:


Foi bom ver o concerto em primeira fila :)

Fiquem com uma das músicas do seu novo álbum:





A última actuação esteve a cargo da conhecida Orquextra Pitagórica que foi, até ao momento, o grupo universitário que mais público reuniu na edição da Queima deste ano:




Não, não pensem que estão a imaginar coisas. De facto, alguns membros da Orquextra Pitagórica apresentaram-se em roupa interior. Trata-se de uma praxe aplicada aos novos membros do grupo. Original, não é? E por falar em original, que dizer dos nomes dados por uma tenda no recinto aos shots servidos? Vejam alguns exemplos:





E assim se passou mais uma fantástica noite da Queima das Fitas, desta feita, a penúltima. Gostámos tanto de lá estar que foi necessário que os seguranças do recinto nos "expulsassem" para fechar as portas, visto já ser o início de um novo dia:




Até ao próximo post!!


3

Evento Queima das Fitas (7º dia)




Ontem foi, na nossa opinião, a pior noite. Não porque a música não estava boa, ou o ambiente não estava agradável, mas porque nos pareceu uma noite de artistas totalmente desnecessários para estarem no palco principal da Queima.

No entanto, antes de irmos para o recinto, decidimos passar primeiro num café histórico da cidade de Coimbra onde, para nos alegrar a noite, se encontrava um grupo de cantores de fado. Foi muito bonito! Especialmente porque cantaram algumas das músicas que tinham sido tocadas na noite da Serenata, fazendo-nos recordar um pouco dessa noite tão memorável.




Com medo de podermos perder algum artista, fomos a passo acelerado para o recinto, onde se encontrava já a actuar o DJ Nelson Cunha da rádio Mega FM.




Mais tarde, o dito DJ saiu para dar lugar aos Alemães Milk and Sugar...


Aqui fica uma das suas músicas mais conhecidas.



Seguidamente, apareceram os fantásticos e Australianos Yolanda Bee Cool. Foram fantásticos porque integraram bem a musica mais conhecida deles com outras que íam passando, agora, escusavam de nos ter feito esperar até às 04h30 para a colocar!!!!






Mais tarde, a fechar a noite, cantou a tuna Coral Quecófónico do Cifrão...



A noite estava agradável para se dançar, mas a verdade é que foi um pouco de desperdício de noite, na nossa opinião, gastar tanto dinheiro com umas bandas que acabaram por fazer o mesmo que o DJ Nelson Cunha podia ter passado a noite toda a fazer. Ou, pelo menos, podíam tê-los posto no palco RUC ou mesmo numa das tendas de forma a permitir que o palco principal pudesse abarcar outros artistas.

No entanto, a nossa boa disposição esteve sempre presente, e esperamos que nos acompanhe na noite de hoje que se avizinha fantástica com os THE GIFT! :)

Relembramos ainda para não se esquecerem de participar no nosso passatempo até dia 25 de Maio :)


Ocorreu um erro neste dispositivo

1%

1%