Envie esta página a um amigo!

segunda-feira, 20 de novembro de 2017

0

Livro: Salomé



Título Original: Salome
Ano de Edição: 2002
Género: Drama
Autor: Oscar Wilde


* Por Mariana Oliveira *


Li em 2013 uma colectânea de contos de Oscar Wilde que me arrebatou por completo. Refiro-me ao livro “Histórias à volta da mesa”. A partir daí, fiquei com vontade de voltar ao famoso autor, contudo só este ano é que a oportunidade se proporcionou, desta feita com um tipo de literatura que não costumo ler com muita frequência apesar de ser um género que me agrada muito: teatro.


Sinopse:
“Inspirado numa passagem bíblica, Oscar Wilde relata uma festa celebrada no palácio do tetrarca Herodes Antipas. É durante essa festa que Salomé se perde de amores por um profeta que era mantido preso por Herodes e partir daí fará tudo o que estiver ao seu alcance para tê-lo só para si.”


Opinião:
O primeiro aspecto que salta à vista no início desta leitura é o teor erótico do livro. Não me admira que tenha sido tão polémico na altura em que publicado, corria o ano de 1891. Não me refiro a acções eróticas por parte das personagens, falo antes daquilo que elas falam: Salomé é uma jovem impulsiva e sedutora que não desiste dos seus intentos com facilidade.
Todos os diálogos são dramatizados, sendo que a maioria das personagens leva as suas emoções ao extremo, sejam elas quais foram: paixão, desejo, medo, entre outras.
A tensão é evidente desde o início do livro e o leitor cedo percebe que algo de trágico mais cedo ou mais tarde irá acontecer. É precisamente essa a alavanca que nos impele para uma leitura rápida na ânsia de chegar ao desfecho desta história. 

Sendo baseado na história bíblica, não posso dizer que o final do livro me tenha surpreendido, mas não deixou de ser interessante ler esta história recontada por Oscar Wilde e dei por mim curiosa com o desfecho que o autor iria dar-lhe.

Contudo, em alguns momentos senti que os diálogos eram um pouco repetidos, como se as personagens estivessem a dizer o mesmo através de outras palavras. Claro que ver isto a ser interpretado num palco teria um impacto diferente e estas ideias supostamente repetidas iriam reforçar a intenção das personagens se bem representadas.

Compreendo que este não será um livro que agradará a todos os leitores visto o seu tema e o tom erótico que é evidente durante toda a leitura. No entanto, recomendo-o aos fãs do autor que queiram ficar a conhecer mais um trabalho de Oscar Wilde.   

Partilha no Facebook, Twitter ou Google Buzz:
Partilha no teu Facebook Partilha no teu Twitter Pubblica noGoogle Buzz

0 Opiniões:

Enviar um comentário

Obrigada por ter passado pelo nosso Blog e por comentar! A equipa do FLAMES agradece ;)

Ocorreu um erro neste dispositivo

1%

1%