Envie esta página a um amigo!

quinta-feira, 9 de novembro de 2017

0

Livro: Bookhunter



Ano de Edição: 2007
Género: Mistério, Comédia
Autor: Jason Shiga

* Por Mariana Oliveira *


Por motivos algo óbvios, uma profissão que gostaria de ter um dia é a de bibliotecária. Por isso mesmo, por ter imensa curiosidade sobre esse ofício, decidi ler este livro cuja acção central decorre numa biblioteca.


Sinopse:
“Um livro precioso é roubado da biblioteca da cidade de Oakland. Uma equipa especializada a encontrar livros, denominados polícias das bibliotecas, é contratada para num prazo máximo de três dias descobrir o paradeiro da raríssima obra. Conseguirão eles vencer esta corrida contra o tempo?”


Opinião:  
É muito fácil uma graphic novel agradar-me: boas ilustrações aliadas a uma história com um mínimo de interesse por norma deixam-me interessada. Infelizmente não foi o caso de “Bookhunter” que falhou logo nas primeiras páginas. O meu primeiro pensamento foi algo do tipo “mas que ilustrações são estas?!” Não gostei de nada mesmo: as cores utilizadas, acho que é melhor falar no singular, a cor utilizada é o castanho. Diferentes tons de castanho (ok, também temos bege, admito!). Ler um livro inteiro com ilustrações na mesma cor acaba por ser não só monótono como cansativo para a vista. Os traços também são extremamente simples e as pessoas parecem-se todas umas com as outras.

Se as ilustrações deixam a desejar já a história é promissora: acompanhamos esta intensa investigação ao mesmo tempo que vamos aprendendo o funcionamento de uma biblioteca naquela época, refiro-me ao ano de 1973 que é quando decorre a história do livro. Contudo, embora seja interessante mergulhar nesse meio, por diversas vezes o autor foi demasiado técnico e senti-me um peixe fora de água. Não faço ideia se tudo aquilo que aparece no livro é verdade ou se há para ali alguma invenção por parte de Jason Shiga, mas a verdade é que me senti bastante perdida em alguns momentos.
O melhor mesmo neste livro é o sentido de humor. Há algumas cenas, infelizmente poucas, que me fizeram rir e me deixaram com a sensação de que se o autor se dedicar a algum livro de humor (peço perdão caso já o tenha feito e eu esteja a ser ignorante) irá criar algo muito interessante! 

Partilha no Facebook, Twitter ou Google Buzz:
Partilha no teu Facebook Partilha no teu Twitter Pubblica noGoogle Buzz

0 Opiniões:

Enviar um comentário

Obrigada por ter passado pelo nosso Blog e por comentar! A equipa do FLAMES agradece ;)

Ocorreu um erro neste dispositivo

1%

1%