Envie esta página a um amigo!

quinta-feira, 7 de setembro de 2017

0

Livro: O Castelo de Vidro




Título Original: The Castle of Glass
Ano de Edição: 2017
Género: Drama, Aventura
Autora: Jeannette Walls
Editora: Suma de Letras


* Por Mariana Oliveira *


É com livros como “O Castelo de Vidro” que percebo que tive uma infância abençoada e que os meus sonhos de na altura ingressar num circo para correr mundo ou então partir à aventura com os meus amigos com uma simples mochila às costas não se equiparam com a educação segura e saudável que tive. Pena que a protagonista desta obra não tenha gozado da mesma sorte…


Sinopse:
“Esta é a história verídica extraordinária de uma família profundamente disfuncional e tremendamente vibrante. São uma família nómada. Vivem aqui e ali e sobrevivem como podem. É uma história cheia de amor de uma família que se ama mas que também se abandona, que é leal e decepcionante ao mesmo tempo. É uma daquelas leituras que nos mudam para sempre.”


Opinião:
Ler “O Castelo de Vidro” fez-me sentir uma sortuda assim que comovida terminei as últimas páginas e percebi que por esse mundo fora provavelmente existem muitas famílias como a da autora Jeannette Walls.
O que é curioso, é que não estamos perante um exemplo de dois pais que por falta de amor para com os seus quatro filhos se tornam altamente negligentes já que amor e sentido de união é algo que não falta a este casal disfuncional. O problema assenta na forma como decidem educar os seus filhos: completamente arredados das leis da sociedade e dos princípios que orientam a maioria das famílias.

Para o pai de Jeannette o álcool é a sua bóia de salvação e o seu vasto conhecimento acerca dos mais variados saberes irá permitir-lhe um dia descobrir ouro tornando-se rico. Até lá, imagina que tem de escapar do FBI, máfia e os mais variados sindicatos que conspiram para conseguir apanhá-lo.
Já a mãe acredita que a sua carreira de artista irá ser reconhecida a qualquer momento e que usar o seu diploma como professora para ganhar dinheiro para sustentar a sua família não faz qualquer sentido uma vez que a Natureza proverá tudo aquilo de que eles possam precisar.

E é assim, no meio de todo este caos que a pequena Jeannette e os seus três irmãos têm de sobreviver, enfrentando ao longo dos anos momentos de fome, frio, dor e medo. Contudo, é igualmente durante esses tempos conturbados que as quatro crianças mostram o quão resilientes são fruto da sua inteligência e incrível capacidade de adaptação.

Ao apresentar as coisas desta forma seria muito fácil detestar estes pais, no entanto quem ler este livro irá conseguir perceber que a questão é muito mais complexa do que isto. É que no meio de toda esta negligência existe um amor incrível destes progenitores para com as suas crianças, que parecem genuinamente convencidos de que lhes estão a dar a melhor educação possível. Assim, fiquei por diversas vezes chocada com a dinâmica desta família ao mesmo tempo que fiquei enternecida com o carinho que demonstram uns para com os outros.

A ter de apontar algum defeito a esta obra, diria que por vezes senti que, mesmo diferentes, algumas situações pareciam repetidas pois este casal desequilibrado caía várias vezes nos mesmos erros arrastando consigo os seus filhos para mais uma situação de precariedade.


Resta-me manifestar a minha admiração pela coragem que Jeannette Walls teve ao contar a sua história. Sendo uma célebre jornalista no seu país, os E.U.A., foi precisa uma imensa força para decidir contar ao mundo a louca, perigosa e intensa infância que teve.  

Partilha no Facebook, Twitter ou Google Buzz:
Partilha no teu Facebook Partilha no teu Twitter Pubblica noGoogle Buzz

0 Opiniões:

Enviar um comentário

Obrigada por ter passado pelo nosso Blog e por comentar! A equipa do FLAMES agradece ;)

Ocorreu um erro neste dispositivo

1%

1%