Envie esta página a um amigo!

terça-feira, 4 de abril de 2017

0

125º Entrevista do FLAMES: Mickael Carreira e Sebastian Yatra


Mickael Carreira e Sebastian Yatra


Ya Ya Ya pertence ao novo álbum de Mickael Carreira, Instinto, e conta com a participação do carismático Sebastian Yatra. O colombiano junta-se assim ao amigo Mickael e ambos trazem ao público uma música que de certo fará as delicias dos seus fãs. Foi neste contexto que surge a nossa entrevista no Altis Belém Hotel and Spa, num fabuloso dia de Março que faz antever o bom tempo que de certo nos aguarda este Verão. Fiquem então com a nossa conversa.

Sebastian, é a primeira vez que vens a Portugal?
Sebastian - É a segunda vez que cá estou. Estive cá no ano passado durante 20 dias numa tour que percorreu todo o país num total de 9 concertos. Nessa altura tive a oportunidade de estar com o Mickael e falámos sobre aquilo que estava a acontecer nas nossas carreiras, com as nossas músicas, e ele disse-me que iria lançar um novo álbum em breve. Cerca de um mês depois ele enviou-me um esboço da música "Ya Ya Ya" e eu adorei o tema e por isso acabámos por fazer uma colaboração. Agora, estou muito feliz por estar de volta.

Ambos costumam fazer várias colaborações com outros artistas. Quais são os critérios em que te baseias para escolher com quem queres trabalhar?
Sebastian - Penso que o primeiro critério consiste em trabalhares com um artista que respeitas, não apenas como artista mas também como pessoa. No caso do Mickael, somos amigos há muito tempo e esta colaboração acabou por ser muito divertida pois existe um grande respeito mútuo, uma grande amizade, e ambos temos gostos musicais muito semelhantes. Basicamente, temos uma visão muito semelhante em relação àquilo que ambos queremos alcançar com a nossa música e em relação ao tipo de música que estamos a criar actualmente.



Quais são os artistas que mais te inspiram Mickael?
Mickael - Há vários... sabes que eu fui ouvindo muita música ao longo da minha vida, desde música francesa à música portuguesa, em espanhol também e música em inglês... há muitas, muitas referências. Portanto, não consigo dizer uma referência. Mas, como músico, um dos artistas que me deu vontade de ser aquilo que eu sou hoje foi o Michael Jackson. Lembro-me em puto, sei lá com 10 ou 12 anos, lembro-me que tinha uma cassete lá em casa que passava tipo 30 vezes por dia. Até que a minha mãe tinha que tirar aquilo para eu deixar de ouvir. Sim, o Michael Jackson foi um artista importantíssimo para mim.

E em relação a ti Sebastian, quem é que mais te inspira?
Sebastian - Muitos artistas latinos como por exemplo o Álex Ubago.

Mickael - Gosto muito dele!

Sebastian - Carlos Vives, Luis Fonsi, Enrique Iglesias, o Axel que é um cantor argentino. Em relação a artistas que cantam em inglês gosto do Josh Groban e do Michael Bublé. Também gosto do Andrea Bocelli.

Acabam por ser artistas muito diferentes entre si...
Sebastian - Sim muito diferentes.

Mickael - Todos os artistas que ele referiu são artistas cujo trabalho eu conheço muito bem, e são artistas de que gosto. Eu e o Sebastian começámos no género romântico, nas baladas e depois acabámos por experimentar outras coisas.. Géneros que nós gostamos, tanto eu como ele. Mas eu acho que ainda hoje as baladas estão sempre presentes nos meus trabalhos e também nos trabalhos do Sebastian porque somos uns românticos basicamente. (voltando-se para o Sebastian) Eu nem sabia que gostavas do Álex Ubago...

Sebastian - Claro, é muito bom! E acabou de lançar um novo single...

O videoclip do tema "Alguien Robó" mostra o impacto que as redes sociais podem ter nas relações entre as pessoas. Achas que os artistas têm uma responsabilidade acrescida em abordar este tipo de temas?
Sebastian - Claro que sim. É importante sermos abertos em relação a sermos nós mesmos. Muitas vezes somos tão inseguros, estamos preocupados com o que as outras pessoas vão pensar ou até com o que nós próprios vamos pensar sobre o impacto que a nossa realidade traz para o mundo. Acho que é importante libertarmo-nos dessas inseguranças e sermos mais livres, darmos mais e percebermos mais os outros e respeitar os seus sentimentos. Não devemos estar sempre a pensar que todos têm de se sentir felizes, ou tristes, ou que devem sentir algo em específico. Todos têm o direito de ser eles próprios.

Mickael sentes que também tens esta responsabilidade em falar de outras questões como, por exemplo, esta das redes sociais como o Sebastian fez no videoclip dele?
Mickael - Eu para ser muito sincero a temática que me inspira mais nas letras é o amor, sem dúvida. Eu gosto de sofrer ao cantar, já disse isso algumas vezes... Eu gosto de sentir alguma dor ao cantar, sentir cada palavra que estou a cantar e o amor inspira-me muito. Mas há outros temas também de que eu gosto imenso, por exemplo tenho um tema que é o "Viver a Vida" que fala sobre isso. Eu acho que a vida passa tão rápido que acho que é importante vivermos a vida e o tema fala precisamente nisso. Portanto, nem todas as minhas músicas falam sobre o amor. Agora, 99.9 por cento falam sobre o amor porque realmente inspira-me.

Relativamente às letras, sei que o Mickael usa as letras das suas canções quase como se se tratassem de um diário. Tu fazes o mesmo?
Sebastian - Claro que sim.

Sebastian, a música faz parte da tua vida desde que eras muito novo, inclusive escreveste letras para outros artistas. Achas que foste tu que escolheste a música ou foi a música que te escolheu a ti?
Sebastian - Acho que fui eu quem escolheu a música. O caminho mais fácil para mim teria sido ir para a universidade e trabalhar com a minha família na Colômbia. Contudo havia algo dentro de mim: o meu instinto, a minha paixão era cantar e escrever, era expressar-me de alguma forma e esta era a melhor forma de o fazer. Não tem sido um caminho fácil. Já passaram 10 anos desde que comecei e desde essa altura que já existiram muitos obstáculos, mas tem sido um percurso tão incrível que me tem ensinado tanto e permitido conhecer pessoas fantásticas, seres humanos fantásticos que me ensinaram tanto. A música também me tem ajudado a tornar-me mais responsável, a ficar mais maduro em certos aspectos da minha vida. Adoro a música e a cada dia que passa não me arrependo de a ter escolhido.

Há algum artista com quem ainda não tenhas trabalhado mas com o qual gostavas de colaborar no futuro?
Sebastian - Claro que sim. Adoraria trabalhar com o Carlos Vives, o Luis Fonsi, com o Mickael Carreira novamente! Adoraria trabalhar com artistas que cantam em inglês como o Bruno Mars, o Ed Sheeran, o Michael Bublé. Há que sonhar em grande!

E tu Mickael, também há artistas com quem ainda não trabalhaste mas com quem gostarias de vir a trabalhar um dia?
Mickael - Há muitos... há muitos artistas a cantar em espanhol. Por exemplo o Ricky Martin, gostava muito de colaborar com ele; o Luis Fonsi por acaso é um artista com quem também gostaria de trabalhar no futuro. Depois, sei lá... olha o Bruno Mars! Eu acho que é daquelas situações que muito dificilmente vai acontecer mas também não há impossíveis! Há uns anos atrás se me dissessem que eu viria a trabalhar com o Enrique Iglesiaseu diria que isso era completamente impossível. Uma das minhas referências sempre foi o Enrique. E trabalhar também com o Sebastian Yatra eu diria que era impossível. Portanto eu acho que não há impossíveis. Basta trabalhar, sonhar e as coisas podem acontecer.

Estiveste em Portugal para gravar o vídeo com o Mickael, como foi todo esse processo?
Sebastian - Foi incrível. Ya Ya Ya (risos)

O que podemos esperar do resultado final?
Sebastian - Podem esperar um vídeo com uma qualidade incrível, uma imagem espectacular. Tem um aspecto bastante "underground": muito néon, muita dança... vai ser top!


Mickael, agora uma pergunta um pouco mais pessoal. A chegada da bebé vai alterar a tua relação com a música?
Mickael - Não. Eu acho que há tempo para tudo.

Refiro-me mais às temáticas das canções por exemplo... será que estas se vão alterar.
Mickael - Não, nada disso. Também é tudo novo para mim. Nunca fui pai portanto é uma descoberta... se calhar se daqui a uns tempos falarmos... mas eu acho que não. O amor é uma coisa sobra a qual vou sempre gostar de cantar.

Às vezes há artistas que vão ser pais e que dizem que a relação deles com a música alterou um pouco....
Mickael - Para mim não. O meu pai teve três filhos e continuou a cantar, não é? Não sabemos o dia de amanhã. Para mim é tudo novo também, mas não, a minha relação com a música não se vai alterar.



Podem partilhar connosco alguma situação engraçada que já vos tenha acontecido em palco?
Mickael - A mim, em cada concerto, há sempre uma coisa que me acontece sempre, pelo menos três vezes: ter a braguilha aberta! Eu nem me apercebo. Entro em palco convencido e de repente vejo quem está na primeira fila a olhar com cara de espanto. É terrível.

Sebastian - Já caí algumas vezes, eu caio mesmo muito.

Mickael - Caíste? Eu nunca caí em palco.

Em relação ao futuro: o que podem os vossos fãs esperar de vocês?
Sebastian - Espero lançar o meu primeiro álbum este ano, com alguns temas novos. Neste momento estou a promover o tema "Alguien Robó" que foi lançado em Fevereiro e tem 56 milhões de visualizações... está a ter uma boa adesão do público. E vou continuar a trabalhar em músicas diferentes.

Mickael - Podem esperar muita coisa. Tenho a tourneé que começou agora em Paris em Fevereiro e vai durar todo o ano. Vamos estar em lugares fantásticos: vamos voltar a estar no Canadá, vamos à Austrália, vamos ter muitos concertos por todo o país. O "The Voice" vai arrancar novamente este ano, portanto será a minha quarta temporada como mentor. Vou ter ainda mais experiências fora de Portugal, como viagens para o México. E ainda aqui em Portugal continuar a promoção deste novo disco, como é o caso deste tema "Ya Ya Ya". A malta vai ter de ver este vídeo porque ele vai ficar top!

Sebastian - Provavelmente vou voltar a Portugal no Verão. Vou fazer uma tourneé por toda a Europa e provavelmente vou voltar cá. Se tudo correr bem actuaremos juntos com o tema "Ya Ya Ya".




Partilha no Facebook, Twitter ou Google Buzz:
Partilha no teu Facebook Partilha no teu Twitter Pubblica noGoogle Buzz

0 Opiniões:

Enviar um comentário

Obrigada por ter passado pelo nosso Blog e por comentar! A equipa do FLAMES agradece ;)

Ocorreu um erro neste dispositivo

1%

1%