Envie esta página a um amigo!

segunda-feira, 30 de setembro de 2013

4

Os livros que lemos enquanto BETA-READERs (em actualização)



Como sabem, começámos a ler algumas obras antes destas serem editadas ou enviadas para uma editora. Começámos com um livro português e, depressa, chegámos a outros países como Estados Unidos ou Inglaterra. 

Alguns desses livros ainda não foram, portanto, publicados. Por isso, ainda não vos podemos dar conta deles todos. Esta é também a razão pela qual este post está, ainda, em actualização. Aqui ficam os que já estão a ser comercializados. Já lemos mais de 30 livros na qualidade de leitoras Beta. Aqui ficam 6 deles + 5 contos bem como a nossa opinião:

_________________________________________________________________________________


Título Original: Mr. Topper's Fabulous Funtown
Autora: Jody Woody
Nº de Páginas: 146 páginas
País: United States of America
Língua: Inglês
Género: Fantasia, Aventura
Leitora Beta: Roberta Frontini
Período de Leitura: De 13 de Agosto de 2013 a 15 de Agosto de 2013

Sinopse do autor:
Funtown is a place of every child’s dreams and Mr. Topper’s world of merry-go-rounds and magic is the place they want to go. But all that glitters is not gold and Funtown is not what it seems. Who is Tinker and what can he do to help? Jayde and her friends must find Tinker and the truth about Mr. Topper to free Funtown.

Opinião do Beta-Reader para os leitores:
I read this book because the author send it to me in order to read it as beta-reader. It was my first book in English as beta-reader. I must say I enjoyed it from the beginning.
It is very well written! The author really knows what she's doing.
You can clearly see that she as some writing influence from Jane Austen and Charles Dickens (2 of my favourite author), although she did a quite original book.
The story and characters are very uncommon, and I believe that the younger public will be thrilled to read the adventures of the main characters.
When I was reading it, it remind me a bit of the "Chocolate factory" of Willy Wonka.
Thank you so much, dear author, for the opportunity to read this amazing book and the opportunity to read my suggestions. I felt I was a little girl reading a fantastic adventure book. I' truly proud of your work. 
_________________________________________________________________________________


Título Original: Anamnesis
Autor: Carlos Sérgio Rodrigues
Nº de Páginas: 84 páginas
País: Portugal
Língua: Portuguesa
Género: Romance
Leitora Beta: Roberta Frontini
Período de Leitura: De 16 de Agosto de 2013 a 19 de Agosto de 2013

Sinopse do autor:
Quando Clara se decide aventurar numa nova vertente da sua profissão, cruza-se com um homem marcado pelo silêncio e pelo ressentimento. Juntos, irão descobrir a teia que une os seus passados e que os impede de viver o presente, bem como de acreditar no futuro.

Opinião do Beta-Reader para os leitores:
Autor com muito potencial. Quem ler o livro vai ver que Carlos Sérgio Rodrigues escreve muito bem. Trata-se da história de Clara, uma enfermeira que enfrenta um novo desafio na sua vida... um desafio com um impacto muito importante na sua vida. Mas mais não posso mesmo contar pois perderia a piada :) só mesmo lendo! E quando começarem... vão querer chegar rapidamente ao fim para saber toda a verdade!
Este não é o primeiro livro do autor, mas foi o primeiro que li e recomendo vivamente. Está à venda no site da Leya por um preço muito apetecível. - basta seguir o link - http://www.leyaonline.com/pt/livros/r... Parabéns ao autor!
_________________________________________________________________________________


Título Original: My Boss's Slave
Autora: Kathryn Morgan-Parry (AMAZON.com - http://www.amazon.com/kathryn-morgan-parry/e/B00AW8CHJW)
Nº de Páginas: 41 páginas
País: Inglaterra
Língua: Inglês
Género: Erótico
Leitora Beta: Roberta Frontini
Período de Leitura: De 01 de Setembro de 2013 a 02 de Setembro de 2013

Sinopse do autor
After my boss made me an offer I could not refuse my life took on a new direction I never felt possible. Could I give myself to him to use as he wanted?

Opinião do Beta-Reader para os leitores:
I'm struggling because I never read an erotic book before. But I must be fair, and the truth is that I think that, for people who likes erotic books, they will enjoy it very much. This happens because it is well written and interesting. It does not focus only on sex, but when it does, it is quite hard! The main character, Clara, is struggling with some issues, and the author made her story interesting. It has only 41 pages, so I truly recommend for those who liked to read erotic novels. I do not like this kind of books. But to be fair, I think anyone who likes erotic will have no problem giving it 5 stars. Well done, congratulations to the author. Keep going!
_________________________________________________________________________________



Título Original: The good, the bad and the blood
Autora: D.M. Wolfenden
Nº de Páginas: 227 páginas
País: Inglaterra
Língua: Inglês
Género: Terror, Thriller, Fantasia, Vampiros
Leitora Beta: Roberta Frontini
Período de Leitura: De 05 de Setembro de 2013 a 17 de Setembro de 2013

Sinopse do autor:
Cain was born in England in 1917, when he returned home from the war his mother was different; she had been changed by a vampire who had preyed on women. There came a point where is mother felt there was no choice…Cain had to be turned as well. After watching his mother die he changed his way of thinking, his way of feeding, he tried to reclaim some of his humanity for her, it was not easy as he was fueled by rage against the one that had changed her, he wanted his revenge and nothing would stop him. After he was attacked he came across a young girl, nine year old Mia whose innocence was slowly being taken away from her, they needed each other, and both their lives depended on it. The world is a very bad place for Mia and she was about to find out just how bad it could get

Opinião do Beta-Reader para os leitores
:
Behind Blue Eyes was the first vampire novel I've ever read. Plus, I did it in order to help the author improving the book. 
I must say I enjoyed it very much and I think that everyone who likes Vampire stories will enjoy this book even more then I did. I only think that the end was to quick.
Thank you author for the opportunity of "working" on it! I wish you all the best!


_________________________________________________________________________________ 


Título Original: Contos Breves
Autora: Olinda P. Gil
Nº de Páginas: 104 - LEITURA FEITA COMO PRE ADVANCED READER
País: Portugal
Língua: Português
Género: Contos
Pre advanced Reader: Roberta Frontini
Período de Leitura: 26 de Setembro de 2013 a 27 Setembro 2012


Sinopse da autora:  
Neste opúsculo estão reunidas pequenas narrativas inconscientes: digo isto porque na altura em que foram redigidas era tão jovem que nem sabia que estava a escrever um tipo específico de conto.
O conjunto daqui resultante é uma selecção e revisão de textos criados entre 1999 e 2007, período que corresponde, aproximadamente, à minha colaboração do DN Jovem (suplemento do Diário de Notícias direccionado para os jovens). Muitos dos textos aqui presentes foram lá publicados. Contudo, estão também incluídos alguns que estavam inacabados, tendo sido agora trabalhados.


Opinião do Pre advanced Reader para os leitores:
Este livro foi-me entregue como Pre Advanced Reader. Como adoro o que faço em termos de Beta-reader, aceitei imediatamente este desafio.
Nem sempre é assim, mas por vezes a formação/educação escolar é essencial e reflecte-se grandemente no nosso trabalho. Seja ele de que género for. Neste caso, parece-me que isto é bastante evidente.
Neste livro encontramos uma série de diversas "narrativas inconscientes" (como a própria autora lhes chama). Olinda Gil é a escritora deste livro e trabalhou como colaboradora no DNJovem. O livro pretende, assim, reunir alguns dos trabalhos publicados aí (agora re-trabalhados) bem como dar conta de uma série de contos que estavam, na altura, inacabados.
Estas histórias podem ser lidas seguidas ou aos pouquinhos pois fazem-nos reflectir e, por vezes, viajar. Para quem não tem (infelizmente) muito tempo para ler, este livro é perfeito pois proporciona a leitura agradável de histórias que podem ser lidas, por exemplo, antes de irmos dormir sem que seja, "doloroso", voltar a pegar nele e relembrar tudo o que vem para trás. Aqui este "problema" não se coloca, pois as histórias são pequenas e independentes umas das outras.
Por abordar diferentes temáticas, de certo que irá agradar a uma panóplia de leitores.
E, para o leitor mais atento e perspicaz, há MUITO para ser lido nas entrelinhas...
Enfim, é um livro pequenino, muito "bonitinho", complementado com lindas ilustrações.
Parabéns à autora pelo seu trabalho e pela escrita. Muito boa mesmo!

_________________________________________________________________________________




Título Original: Vila de Cobres
Autora: Olinda P. Gil
Ilustrações: Rui Alex
Nº de Páginas: 8
País: Portugal
Língua: Português
Género: Conto
Leitora Beta: Mariana Oliveira e Roberta Frontini

Período de Leitura: De 29 Novembro 2013 a 04 Dezembro 2013
Download GRÁTIS: https://www.smashwords.com/books/view/384651
O download é grátis e tem os seguintes formatos: Online Reading; Epub; Kindle; PDF; LRF; Palm Doc (PDB); Plain Text (download); Plain Text (view).

Sinopse da autora:
Num Alentejo após a Revolução Industrial, que afinal não existiu, um engenheiro inglês toma-se de amores por uma alentejana ruiva.

Opinião das Beta-Reader para os leitores:
Olinda P. Gil é uma autora que escreve muitos contos.
Já publicou um livro que reúne algumas dessas pérolas e agora deu-nos a conhecer mais um dos seus trabalhos.
Tivemos o privilégio de o poder ler enquanto beta-readers e podemos dizer-vos que é um conto que vale verdadeiramente a pena.
Aproveitem o seu download gratuito e descubram, no mesmo local, outros contos da mesma escritora.
A história apresenta-nos John Smith, um inglês engenheiro dos vapores que vem a Portugal e fica deslumbrado pelas belas terras, belo sol e... belos cabelos ruivos.
Curiosos?  Estão a apenas um click para lerem esta história!

_________________________________________________________________________________


Título Original: A Ponte das Almas Negras
Autora: Carina Portugal
País: Portugal
Língua: Português
Género: Conto - Fantástico
Leitora Beta: Roberta Frontini

Período de Leitura: De 19 de Julho 2014 a 25 de Julho 2014
Leitura GRÁTIS
Download em mobi, epub ou pdf: https://fantasyandco.wordpress.com/indice-de-contos/
Página no Goodreads: https://www.goodreads.com/book/show/23743840-a-ponte-das-almas-negras

Sinopse da autora:
Durante mais de um século, Rouco manteve a sua guarda, sob a ponte de uma antiga vila. Algo negro habita-a, escondido entre as pedras degradadas e os líquenes, aguardando a chave da sua libertação. A pequena Aurora, apesar de cega, é a única que tem o dom de as conseguir ver. Contudo essa dádiva é também uma maldição que a persegue.

Opinião das Beta-Reader para os leitores:
O género fantástico não é, de todo, o meu favorito.
No entanto a Carina, com a sua escrita e construção de personagens, conseguiu cativar-me... e nem vou falar no final que proporciona, literalmente, um murro no estômago do leitor.
Gostei imenso das personagens, a começar pelo Rouco. A Aurora foi, indubitavelmente, a minha personagem favorita, e achei engraçado como consegui estabelecer tanta empatia pelo pai de Aurora que, na verdade, já tinha falecido.
Foi muito difícil fazer de Beta-Reader aqui, pois tive muito pouco a dizer à Carina. Como referi a escrita dela é fantástica e o enredo estava bem pensado e bem executado!
Adorei ler "A Ponte das Almas Negras"!
_________________________________________________________________________________



Título Original: Olhos de Vidro 
Autora: Carina Rosa
País: Portugal
Língua: Português
Género: Conto
Páginas: 26
Leitora Beta: Roberta Frontini

Período de Leitura: 20 de Outubro 2014
Leitura GRÁTIS
Download em: https://www.smashwords.com/books/view/503449
Página no Goodreads: https://www.goodreads.com/book/show/23875712-olhos-de-vidro

Sinopse da autora:
Amanda vive num teatro desde os seus 15 anos de idade e é uma das actrizes mais promissoras da companhia. Ansiosa por esquecer os tempos em que vivia, abandonada, num orfanato, prende-se às personagens que interpreta em cima do palco e é levada à loucura, num apregoar de paz e de liberdade de espírito de uma alma atormentada.

Opinião das Beta-Reader para os leitores:
Tive o prazer de fazer de beta-reader a esta autora, tendo sido a primeira vez que li algo dela. Penso que não poderia ter começado de melhor forma.
A temática é envolvente e muito interessante sendo que facilmente nós conseguimos entrar na pele de Amanda. Toda a história faz sentido, sendo que a transformação da personalidade da personagem está toda bem enquadrada.
Um conto que vale a pena, sem dúvida!
_________________________________________________________________________________


Título Original: O Monstro de Monsanto
Autora: Pedro Jardim
País: Portugal
Língua: Português
Género: Romance policial
Páginas: 280
Leitora Beta: Roberta Frontini

Período de Leitura: De 18 de Março de 2014 a 24 de Março 2014

Sinopse:
Uma rapariga encontrada morta na floresta de Monsanto. Um delicado vestido azul a cobrir o corpo. O cabelo cuidadosamente penteado. Uma máscara de papel branco com um poema de Florbela Espanca sobre o rosto. É este o cenário que Isabel Lage, inspetora da Brigada de Homicídios da Polícia Judiciária, encontra no local do crime. A primeira vítima de um serial killer que não deixa pistas, que habilmente se move pela floresta e que parece conhecer todos os passos da polícia. Isabel está apostada em resolver este mistério e fazer justiça em nome das mulheres que morrem às mãos de um assassino frio e calculista. Mas todas as pistas levam a João, o seu antigo companheiro de patrulha, e com quem partilhou mais do que aventuras profissionais. Pedro Jardim, chefe de polícia com experiência em investigação criminal, traz-nos no seu romance de estreia um thriller empolgante e arrebatador que nos prende até à última página. Pode haver um monstro em qualquer um de nós...

Opinião das Beta-Reader para os leitores:
Para um escritor é sempre uma aventura ver um novo livro publicado. Para mim tem sido uma aventura acompanhar o percurso do autor Pedro Jardim. Foi com grande excitação que acolhi o pedido do Pedro para fazer de beta-reader ao seu primeiro romance, especialmente porque quem me conhece sabe que adoro um bom policial (e por isso mesmo, sou ainda mais critica quando leio um). Assim embrenhei-me nesta história passada em Portugal, em lugares que o Pedro tão bem conhece e que tão bem nos sabe mostrar. Penso que seja notório o amor que o autor tem por estas terras e estas gentes, e isso ele sempre conseguiu transmitir nos seus livros.  
Nesta história acompanhamos várias personagens, centrando-nos em João e Isabel, mas não só, sendo que o autor nos dá diversos narradores para assim conhecermos diversas realidades e pontos de vista. 
Para uma verdadeira apaixonada de policiais como eu, tentar perceber os motivos e os responsáveis pelos crimes é inevitável, e dou por mim sempre a fazer este exercício mental quando leio. Neste livro posso dizer que o desafio foi grande e que o final foi surpreendente. Para além do crime é incrível a forma como o Pedro vai falando sobre lugares interessantes e vai referenciando uma das personalidades mais importantes da história do nosso país: Florbela Espanca, poeta calipolense.
Portanto, com esta obra Pedro Jardim faz um salto.. salta das crónicas que publicou, afasta-se dos livros infantis que tem vindo a escrever e centra-se num policial, em meandros que conhece bem devido à sua profissão. 
Numa linguagem um pouco diferente do que podem estar habituados, dado que o autor tentou uma abordagem mais poética em alguns pontos, são-nos então apresentados crimes diversos, e ao lado das nossas personagens principais vamos tentar desvendar o mistério. 
Fico a aguardar por mais obras do autor, pois é uma pessoa muito determinada com uma grande força de vontade e uma grande paixão pela escrita. Seria bom ler mais policiais dele, pois é uma realidade que conhece muito bem e assim poderia fazer-nos aprender mais coisas. 


_________________________________________________________________________________


Título Original: A Rapariga do lago 
Autora: Carina Rosa
País: Portugal
Língua: Português
Género: Novela
Páginas: 50
Leitora Beta: Roberta Frontini

Período de Leitura: 30 de Agosto 2015

Página no Goodreads: https://www.goodreads.com/book/show/26201173-a-rapariga-do-lago
Disponível para leitura aquihttps://www.smashwords.com/books/view/576633

Sinopse da autora:
Luísa é uma adolescente introvertida, dividida entre a paixão que sente pela arte e a carreira em medicina que os pais sonham para ela. Atormentada pela ideia de que partirá, em breve, para Praga, passa os seus dias a desenhar, inspirada pela música de um violino.
Luísa está curiosa quanto à identidade do violinista que a inspira, mas o seu interesse parece redobrar quando conhece Luís.
Ele é inesperado: vive isolado dentro da música que toca, escondendo-se do seu passado trágico e de um mundo preconceituoso. Os seus destinos vão unir-se na solidão e no amor à arte. E é ao som dos acordes do violino e por detrás de folhas de papel em branco que os dois vão viver uma paixão improvável.
Uma novela sobre o primeiro amor, o preconceito e o talento, bem como a importância da carreira e das escolhas que fazemos.

Opinião das Beta-Reader para os leitores:
Acredito muito sinceramente que este livro seja perfeito para os grandes amantes de romances românticos. Mas infelizmente eu não me enquadro nesta categoria. E isso reflectiu-se na minha classificação.
É um livro bem escrito? Sim, sem dúvida, mas a trama não me conseguiu prender pelo teor da história.

No entanto, tenho a certeza que fará as delicias de todos aqueles que gostam de uma verdadeira história de amor.

A Carina Rosa está de novo de parabéns!

_________________________________________________________________________________


Título Original: Ashram
Autora: Ana Luiz
Vencedor do 2º lugar - Prémio Campos do Jordão de Literatura 2015
País: Portugal
Língua: Português
Género: Conto
Palavras: 4,140
Leitora Beta: Roberta Frontini
ISBN: 9781311269935

Página no Goodreads: https://www.goodreads.com/book/show/27868053-ashram?ac=1&from_search=1
Disponível para leitura aqui: https://www.smashwords.com/books/view/594548

Sinopse da autora:
Na antiga Lusitânia habitava um velho eremita. A sua solidão era apenas interrompida por esporádicos viajantes, provenientes das tribos do território. Mas um dia, o respeitado ancião recebeu na sua cabana, um forasteiro perdido que se revelou muito especial.

Opinião das Beta-Reader para os leitores:

A Ana Luiz é uma escritora fantástica. 
Adoro os contos dela, e quem os lê facilmente compreende a sua qualidade. 
Este conto é-me particularmente especial pois li-o como beta-reader já há uns tempos. 
E é daqueles contos que nos marcam pela temática. A Ana é assim, consegue escrever sobre qualquer temática (mesmo temáticas que não me dizem nada) e torná-los especiais. 
O problema com a Ana é que sempre que me pede para fazer de beta-reader sinto-me impotente, sem nada para dizer, pois ela escreve tudo de forma tão clara, e constrói uma história de forma tão bem estruturada, que normalmente não me "sai" nada de construtivo. 

Nesta história encontramos um Ansião eremita que habita numa zona muito especial que, no entanto, de vez em quando, abre a sua "porta" a alguns forasteiros em troca de algo... Sendo que um dia aparece um que é um pouco diferente. Que acontecerá?
Claro que o amor aos livros está aqui impregnado, e por isso acho que qualquer pessoa que goste de ler encontrará aqui algo de especial. 

Uma leitura que recomendo sem dúvida!

_________________________________________________________________________________


Título Original: Um presente inesperado
Autora: Carina Rosa
País: Portugal
Língua: Português
Género: Conto
Palavras: 3,960
Leitora Beta: Roberta Frontini
ISBN: 9781311384287

Disponível para leitura aqui: https://www.smashwords.com/books/view/597089

Sinopse da autora:Simão sente-se abandonado. E é dia de Natal. Impossibilitado de fazer companhia à família, todos os Natais são os piores dias da sua vida.

Deprimido com a felicidade dos outros, Simão tem a ideia perfeita para se vingar. Não esperava, no entanto, receber um presente que faria daquele Natal o melhor de sempre. E muito menos acreditava que esse embrulho viesse das mãos de quem o abandonara.

Um conto sobre família, amizade e amor, que vai encher o coração dos leitores neste Natal.

Opinião das Beta-Reader para os leitores:

Não sou daquelas pessoas que gosta muito de ler livros, contos, ou ver filmes de animais. Por isso mesmo estava um pouco de pé atrás quando li este conto. No entanto adorei-o.
O conto está super fofo e acho que ele é perfeito para ser lido no Natal. Sem dúvida que foi uma história que me encheu o coração! É impossível não ficarmos contentes ao lê-lo. Já me imagino, este Natal, perto da lareira numa mantinha a relê-lo. E aconselho a todos que o façam.

Mais uma vez a Carina Rosa está de parabéns!

_________________________________________________________________________________


Título Original: Peónia Vermelha
Autor: André de Oliveira
País: Portugal
Língua: Português
Género: Romance
Leitora Beta: Roberta Frontini
ISBN978-989-51-8219-0

Página no Goodreads: 


Sinopse: Chi Shao é uma mulher atraente e misteriosa que decide fazer justiça pelas próprias mãos. Com um passado obscuro e cheio de pontas soltas, regressa a Portugal, onde viveu há vários anos, para resolver uma questão de vida ou morte. Uma empresa farmacêutica multinacional promete criar um elixir da juventude, acessível a todas as mulheres, mas o que não esperavam era que os primeiros testes começassem logo a correr mal.
Entretanto, na China, são encontradas centenas de mulheres com problemas de saúde gravíssimos, e outras tantas mortas, com misteriosos sinais comuns a todas. O que poderão ter em comum Chi Shao, o Presidente da Comissão Europeia e o Ministro da Saúde da China? Poderá um amor impossível salvar a humanidade de uma catástrofe de proporções internacionais? A Chi Shao resta-lhe montar uma armadilha e esperar não ser ela mesma a ser apanhada. Peónia Vermelha é um thriller intenso que levará o leitor a viajar desde a Cidade Proibida, em Beijing, até Lisboa, Frankfurt e Bruxelas num enredo que expõe o lado mais negro da corrupção política e da alma humana.     

Opinião das Beta-Reader para os leitores:

Esta será um a opinião breve e curta, porque depois farei uma mais alargada e remeterei aqui o leiotor para ela. Apenas quero dizer que acho o livro muito interessante e bem escrito. O André demonstrou que tem imenso potencial e muito talento. Foi difícil para mim fazer-lhe de beta-reader porque o livro já estava muito bem escrito e formulado. O meu contributo pareceu-me mínimo.

sexta-feira, 27 de setembro de 2013

0

Passatempo: 66º Passatempo do FLAMES


O FLAMES tem o prazer de iniciar uma nova parceria com a Editorial Caminho.
Assim, é com muito prazer que vos apresentamos um novo passatempo, no qual sorteamos um exemplar da obra "Os livros que devoraram o meu pai” de um dos escritores portugueses contemporâneos mais conceituados – Afonso Cruz:
 
 
Sinopse:
"Vivaldo Bonfim é um escriturário entediado que leva romances e novelas para a repartição de finanças onde está empregado. Um dia, enquanto finge trabalhar, perde-se na leitura e desaparece deste mundo. Esta é a sua verdadeira história — contada na primeira pessoa pelo filho, Elias Bonfim, que irá à procura do seu pai, percorrendo clássicos da literatura cheios de assassinos, paixões devastadoras, feras e outros perigos feitos de letras."
 
 
Têm até ao dia 6 de Outubro para participar.
Preencham o formulário abaixo disponibilizado e… Boa Sorte!!
 
 
Notas:
- O FLAMES não se responsabiliza por extravios ou qualquer dano que o prémio sofra durante a sua entrega. O seu envio será feiro, gentilmente, pela Editora;
- Após o anúncio do vencedor, este tem 4 dias úteis para responder ao nosso e-mail enviando-nos os seus dados; findo esse prazo, na ausência de uma resposta, o FLAMES sorteará um novo vencedor;
- Caso não vos apareça a setinha para descerem (no formulário), cliquem nele e desçam usando a seta do teclado :) Qualquer problema adicional, contactem-nos.

quinta-feira, 26 de setembro de 2013

0

Livro: Letal




Título Original: Lethal
Género: Policial, Romance
Ano: 2013
Autora: Sandra Brown
Editora: Quinta Essência

 

 
Sandra Brown é uma autora conceituada com mais de 80 milhões de exemplares vendidos em todo o mundo ao longo das últimas décadas. Contudo, só com esta sua mais recente obra, publicada em Portugal, é que fiquei a conhecê-la e, como se costuma dizer, em muito boa hora o fiz.
 
“Letal” é um romance policial cuja trama tem início numa situação que apenas pode ser descrita como se tratando de um verdadeiro pesadelo: Honor, uma jovem viúva, decide espreitar para o seu jardim depois de Emily, a sua filha de 4 anos, lhe ter dito que está um homem lá deitado. Quando constata que a criança tinha razão, já é tarde demais para si e para a sua filha pois Lee Coburn, um homem procurado em todo o estado acusado do massacre de vários habitantes daquela localidade, acabara de despertar de um aparente estado de inconsciência no jardim de ambas e torna-as suas reféns.
A partir desse momento, todos os segundos tornam-se essenciais para a sobrevivência de Honor e Emily.
A polícia local e o próprio FBI iniciam uma verdadeira caça ao homem sem imaginar que este se encontra nas imediações e que fez mais duas vítimas.
Contudo, tal como Honor irá perceber com o passar das horas, este não se trata de um simples caso de homicídio, mas sim de uma conspiração com contornos sombrios e que implica muitas pessoas que, à partida, aparentam ser inocentes…chegou, então, a hora de se conhecer a Verdade.
  
Este é um Policial que se lê de um fôlego só. O ritmo que Sandra Brown imprime ao desenrolar dos acontecimentos mantém o leitor agarrado à obra na ânsia de descobrir o que irá acontecer a seguir.
As personagens são, no seu geral, bastante interessantes e muito bem construídas, sendo possível ao leitor perceber, de imediato, quais os seus principais traços e o papel que terão na história.
A trama é verdadeiramente viciante e a autora consegue surpreender o leitor com revelações chocantes e reviravoltas inesperadas.
A escrita fluída e clara só contribui para que esta seja uma leitura fácil e interessante, só apetecendo largar o livro no fim da última página.
Assim, “Letal” tornou-se, rapidamente, num dos melhores policiais que já li e apenas me aguçou o apetite para ler mais obras desta autora.
Um livro a não perder para todos os fãs de romances policiais!  

segunda-feira, 23 de setembro de 2013

0

Série: Drop Dead Diva


Life looks different the second time around.

Séries: 5 temporadas (a decorrer).
Anos: 2009 - presente
Género: Comédia, Drama
Cast:
Brooke Elliott - Jane
Margaret Cho - Teri
Jackson Hurst - Grayson
Kate Levering - Kim
April Bowlby - Stacy
Josh Stamberg - Jay Parker

Como sabem, temos gostos ecléticos e, apesar de gostarmos de certas temáticas ou de, constantemente, nos afastarmos de outras, há sempre uma ou outra coisa que foge do nosso padrão e que, invariavelmente, acaba por nos surpreender.
É o caso da série "Drop Dead Diva" que tem quase tudo para que a odiemos e que, no entanto, eu sigo desde o início (e ainda não terminou).

A começar pela história totalmente improvável. De facto o primeiro episódio começa com a morte de duas pessoas. A primeira é Deb, uma modelo super gira que namora com um advogado, Greyson, com o qual vai casar. A segunda pessoa a morrer é Jane, uma advogada super inteligente mas desinteressante. Ambas morrem no mesmo dia... No Céu, Deb quer voltar para trás e clica num botão que a faz voltar para a terra mas... no corpo de Jane. Assim, Deb vê-se com um cérebro brilhante, mas com um corpo que não lhe pertence (nem agrada). E assim vive uma série de peripécias com o seu anjo da guarda (que faz tudo por tudo para a tentar afastar dos problemas) e a sua melhor amiga Stacey, a quem acaba por contar a verdade. Para piorar as coisas, Jane trabalha com o destroçado Grayson.

Para vos dizer a verdade a série, a meu ver, tem inúmeros aspectos positivos e negativos, mas na balança, os aspectos positivos acabam por "ganhar", o que fez com que fosse uma série que sigo de forma constante.
O primeiro grande aspecto positivo é o facto de me fazer rir imenso, especialmente com a agente de Jane, Teri. Esta é super divertida e cheia de habilidades. Por outro lado foi uma série que, por vezes, me surpreendeu bastante com alguns casos (não nos esqueçamos que Jane é uma advogada) e com a qual aprendi imenso sobre o sistema judicial. 
Os aspectos mais negativos prendem-se, certamente, com a falta de rigor em algumas questões impossíveis de acontecer na vida real mas que acabam (com uma mente aberta como a nossa) por ser bem aceites, pelo menos por mim.

A série já vai na 5ª temporada e, infelizmente, alguns dos actores começam a desaparecer ou a ser substituídos... mas vale a pena para quem goste de dar uma boa gargalhada.

domingo, 22 de setembro de 2013

1

Parabéns Roberta!


Foram 12 meses repletos de desafios, aventuras e aprendizagens.
Que os próximos 12 sejam ainda melhores!
Parabéns Roberta!!

quinta-feira, 19 de setembro de 2013

0

Livro: A Era dos Malditos


Ano de Edição: 2013
Género: Político, Pós-Apocalíptico
Autor: Ana Gonçalves
Editora: Alphabetum

“A Era dos Malditos” poderia ser lido em qualquer altura, mas a atual crise económica que o país e a Europa atravessam tornam-no num livro de caráter quase obrigatório para os dias difíceis de hoje.
Nesta obra, Ana Gonçalves apresenta um Portugal repleto de Malditos, pessoas que em tempos viveram na ilusão de possuírem uma vida estável e segura para agora se encontrarem desempregados, famintos, desalojados e desesperados. A situação torna-se de tal forma insustentável que uma revolução figura-se inevitável: os Malditos decidem sair às ruas e protestar contra aqueles que lhes roubaram uma ideia de futuro, contra aqueles que, há muito, deixaram de se preocupar pelo seu bem-estar e dignidade.
Em pouco tempo, um pouco por todo o mundo, Governos são destituídos e sociedades vêem-se mergulhadas no caos.
Este não é um livro fácil. O seu tom fortemente pós-apocalíptico desperta no leitor um incómodo constante ao reconhecer algumas semelhanças entre a revolta e sofrimento dos Malditos e aquilo que se passa em Portugal e em alguns países europeus, embora numa escala muito menor…ainda.
Assim, ao longo desta história, Ana Gonçalves dirige a sua crítica aos Governos que, durante anos, como que adormecidos, deixaram que os seus países se afundassem numa crise profunda, crise essa que acaba por afetar todos os cidadãos: aqueles que sempre foram pobres, os da classe média e até a mais alta elite da sociedade. Ninguém está seguro e não há nenhum local no mundo onde a temida crise não se faça sentir.
Contudo, os Malditos também não estão a salvo da crítica da autora, já que esta não deixa de também atribuir culpas àqueles que, durante demasiado tempo, viveram como que adormecidos num aparente conforto e numa ilusão de estabilidade.
“A Era dos Malditos” torna-se, assim, numa leitura que belisca a consciência do leitor ao mesmo tempo que o desperta para a necessidade ação, para que todos nós não venhamos a ser, um dia, Malditos.

quarta-feira, 18 de setembro de 2013

0

65º Passatempo do FLAMES (em parceria com o autor Carlos Nuno Granja)



Temos mais um passatempo para vocês!

Desta vez, em parceria com o próprio autor Carlos Granja, temos um exemplar do livro “Rimas numa folha de alface” para oferecer.

Um livro que agradará aos pequenotes da vossa família!




Têm até ao dia 27 de Setembro para participar.

passatempo terminado!

terça-feira, 17 de setembro de 2013

0

23ª Entrevista: Joanne Harris (escritora)


Joanne Harris 
Joanne Harris nasceu em 1964 em Barnsley, filha de mãe francesa e de pai inglês tendo estudado Línguas Modernas e Medievais na Faculdade de St. Catharine, em Cambridge.
Foi professora durante 15 anos, até se tornar uma escritora reconhecida em todo o mundo com o seu livro best-seller “Chocolate” em 1999, que foi convertido para a 7ª arte, tendo mesmo o filme sido nomeado para um Óscar.
Agora, escritora a tempo inteiro, Joanne continua a ocupar os lugares cimeiros nos tops de vendas em todo o mundo com várias obras de sucesso, tais como “Cinco quartos de laranja” e “O rapaz de olhos azuis”.
Conta, até ao momento, com 11 romances publicados em mais de 40 países.
Vamos, então, conhecê-la um pouco melhor.
Qual é a sua nacionalidade: Dupla nacionalidade, Francesa e Inglesa

O seu Filme favorito: “The Usual Suspects”

O seu Livro favorito: “Les Misérables”

O seu Anime favorito: “Porco Rosso”

O seu Manga favorito: “Death Note”

O seu Espetáculo de música favorito: Philip  Quast, ao vivo em Donmar

A sua Série de televisão favorita: “Game of Thrones”



Qual é o aspeto mais difícil em ser-se um autor nos dias de hoje?
Aprender a gerir o meu tempo.





What is the most difficult thing in being an author these days?
Learning how to manage my time.




Há algum tema sobre o qual acha que não seria capaz de escrever?
Eu não seria capaz de escrever sobre nada que não me interessasse num certo ponto.



Is there any theme that you think you would not be able to write about?
I wouldn’t be able to write about anything that didn’t interest or engage me on some level.




No seu site official revela, aos seus fãs (e estamos a citar) “Eu perdi o meu anel de casamento há 20 anos atrás. O meu marido mandou derreter o dele e daí fez dois anéis novos”. Acha que algo muito semelhante acontece com os livros? Ou seja, como escritora, partilha histórias com os seus fãs mas, no final, eles tornam o livro em algo que é só deles? 
Quando um autor publica um livro, este pertence a todos os que o leem de uma forma particular, de uma forma individual. Todos nós interpretamos a ficção da nossa própria maneira; visualizamos as personagens à nossa própria maneira; escolhemos os temas que nos dizem algo pessoalmente. Esta é a magia da ficção.


On your official website you tell your fans that (and we’re quoting) “I lost my wedding ring 20 years ago. My husband had his own melted down and had two new ones made.” Do you think that something very similar happens with books? For instance, as a writer, you share stories with your fans but, in the end, they make the book their own?
When an author sends a book out into the world, it belongs to everyone who reads it in a very particular, quite individual way. We all interpret fiction in our own way; visualize characters in our own way; pick out the themes that speak to us personally. This is the joy of fiction.




Qual é a diferença entre um bom livro e um livro fantástico?
Isso é completamente subjetivo. Pode ser o local e altura em que foi lido; pode ser a descoberta de um conceito em específico ou de uma personagem. No meu caso, apenas um livro fantástico consegue “adormecer” o meu lado de editora; consiste na combinação de um estilo excelente, uma trama intensa e personagens inesquecíveis, e ainda aquele pormenor especial que o torna completamente original.


What’s the difference between a good book and an amazing one?
It’s entirely subjective. It can be where and when it was read; it can be the discovery of a specific concept or character. In my case, only an amazing book puts my inner editor to sleep; it’s a combination of excellent style, a strong plot and unforgettable characters, plus that intangible something else that makes it completely original.




De todos os livros que já leu na sua vida, qual é aquele que a descreve melhor a si ou à forma como encara a vida?
“The Hitchiker’s Guide to the Galaxy” – a bíblia existencialista cómica.


From all the books that you’ve read in your life, which one describes you/ the way you see life better?
The Hitchhiker’s Guide to the Galaxy – the comic existentialist bible.




Desafiámos o nosso último escritor entrevistado, o português Pedro Guilherme Moreira, com um desafio: o que perguntaria ao próximo escritor que entrevistaremos mesmo sem saber de quem se trata? Eis o que ele respondeu: Acredita que é boa?
Eu penso que quando alguém acha que é suficientemente bom, então é porque realmente não o é.



We presented our last interviewed writer, the Portuguese Pedro Guilherme Moreira, a challenge: what would you like to ask to the next writer even without knowing who it is? That’s what he said: “Do you believe you’re good?”
I think that as soon as you think you’re good enough, you’re not.


 Agora é a sua vez: o que gostaria de perguntar ao próximo escritor, mesmo sem saber de quem se trata?
O que te impede de escrever?


Now tell us: what would you like to ask to the next writer?
What stops you from writing?


Muito obrigada à autora pela simpatia e disponibilidade!

segunda-feira, 16 de setembro de 2013

0

Filme: Safe Haven (2013)


Data de lançamento:  2013
Realizador: Lasse Hallström
Cast:
Julianne Hough
Josh Duhamel
Cobie Smulders

Com alguns autores passa-se o seguinte: escrevem um livro... o livro tem sucesso... MUITO sucesso! Descobrem, assim, a galinha dos ovos de ouro... e depois só escrevem aquilo.
Mas, porque vos estou a falar nisto no post deste filme? Bem... a questão é simples... "Safe Haven" (2013) é uma adaptação para o cinema de um dos livros de Nicholas Sparks...
O filme é PÉSSIMO!!!
Meninas: Vejam-no num dia em que precisam de chorar ou, simplesmente, em que estão com as hormonas desreguladas...
Meninos: Fujam do filme a 7 pés.

Querem saber como é o filme? Então vamos lá fazer um esforço de imaginação. Não vai ser difícil...

Uma mulher foge da terra dela porque, supostamente, matou uma pessoa. Entretanto, instala-se num local onde aparece o "homem perfeito", aquele que já se sabe que... não existe na realidade. Ah, e depois claro, existem uma série de eventos tão previsíveis, clichés e mal construídos que até mete dó.
Para piorar a "coisa", o filme está cheio de erros e de acontecimentos impossíveis de ocorrer (que gostaría muito de vos contar, mas para os mais susceptíveis... não gosto de deixar aqui spoilers). Enfim...
Um filme que, claramente, não aconselho...

Ah, e se quiserem, vejam o trailer. Está tudo lá e vocês escusam de perder tempo a ver o filme ;) boa?
http://www.youtube.com/watch?v=ejQEdUwv0ew

Mas como sempre... estamos curiosas.. alguém com opinião diferente? Deixem comentário.

quinta-feira, 12 de setembro de 2013

0

Livro: Angelópolis





Título Original: Angelopolis
Ano de Edição: 2013
Género: Fantasia, Romance, Histórico
Autor: Danielle Trussoni

  

Quem leu o primeiro romance de Danielle Trussoni, “Angelologia”, por certo que ficou com um gosto amargo no fim, ao perceber que o final do livro deixava muito em aberto. A vontade em continuar a acompanhar os protagonistas desta envolvente trama tornou-se numa necessidade e, por isso mesmo, foi com grande alegria que este ano foi publicada a sequela desta fantástica história – o livro “Angelópolis”.

 
Em “Angelópolis”, acompanhamos Verlaine que, volvidos 10 anos desde a ação da primeira parte da história, se tornou num exímio caçador de anjos.
Contudo, por mais anos que passem, o decidido e competente aniquilador dos maiores inimigos da Humanidade, os Nefilins, não conseguiu esquecer Evangeline, a jovem que conheceu no primeiro volume e que acabou por seguir um destino completamente diferente do seu.
Contudo, mesmo esta distância alimentada por uma década sem qualquer tipo de contato torna-se ínfima quando Verlaine descobre que Evangeline foi raptada pelos Nefilins e que se encontra em perigo.
O tempo escasseia e o caçador tem que encontrar Evangeline antes que seja tarde demais e os temíveis Nefilins consigam pôr em prática o seu plano mais maquiavélico planeado até à data: a construção de uma cidade habitada por Nefilins que lhes permitirá dominar o mundo, a construção da Angelópolis.

 
Tal como no livro anterior, o ponto forte desta história é a obviamente extensa e aprofundada pesquisa que Danielle Trussoni realizou para nos presentear com uma obra repleta de dados mitológicos, históricos e bíblicos que, nas mãos da autora, se cruzam e encaixam de forma surpreendentemente lógica.
Em “Angelópolis”, o leitor acompanha os protagonistas numa viagem até ao Mar Negro e os mistérios que se escondem nas suas profundezas; fica a conhecer com maior pormenor a malfadada família Romanov bem como o seu misterioso e grande amigo Rasputine; e ainda viaja até à fria Sibéria.
A ação decorre a um bom ritmo e pormenores surpreendentes são revelados acerca de personagens que o leitor pensava que conhecia bem, dotando este volume de um fator surpresa que o anterior livro não tinha.
O único aspeto negativo a destacar prende-se, não com a história, mas com pormenores que denotam alguma distração por parte da autora, sendo que, em duas ocasiões, esta descreve um cenário como “não possuindo uma cama ou uma cadeira” para logo de seguida “a personagem ir buscar algo debaixo da cama ou estar sentado na cadeira”. Pormenores que, no entanto, não interferem com a narrativa e, sendo assim, não retiram qualquer brilho a este livro inteligentemente escrito.
Concluindo, “Angelópolis” acaba por “saber a pouco” pois ainda muito fica por contar, daí que os fãs desta trilogia fiquem na expetativa de ler o terceiro volume desta história para poderem viver, mais uma vez, uma verdadeira aventura repleta de mitos, fantasia e ação.
Ocorreu um erro neste dispositivo

1%

1%