Envie esta página a um amigo!

sábado, 29 de junho de 2013

3

Passatempo: 44º passatempo do FLAMES (em parceria com a Livros Horizonte)


Temos mais um passatempo para vocês, desta vez com uma obra completamente diferente do habitual...
Em parceria com a Livros Horizonte temos para vos oferecer 1 exemplar do livro "100 coisas essenciais que não sabia que não sabia" do conceituado Professor John D. Barrow:

«No que respeita a explicar os conceitos mais complexos, John Barrow não poupa esforços para ajudar o leitor a compreender tudo."»
- The Guardian

«Barrow usa o seu talento e inteligência para produzir um relato muito envolvente.»
- Nature

«Barrow dá-nos todas as explicações com muita clareza, uma agradável leveza e muita erudição.»
- Spectator



Sinopse
"A Matemática pode ensinar-nos coisas acerca do mundo em que vivemos que não seria possível aprendermos por outra via. Com uma linguagem acessível, que descodifica os conceitos e transmite toda a informação de forma apelativa, este livro permitir-lhe-á obter respostas para os mistérios mais complexos ou as curiosidades insólitas do dia a dia.
Desde como ganhar a lotaria a apostar em corridas e a fugir de ursos, de Shakespeare ao Google, passando pela teoria dos jogos, a embriaguez, o divórcio e a contabilidade fraudulenta… Do caos ao infinito, há uma explicação para tudo e é a matemática que a dá."

Têm até ao dia 8 de Julho para participar!
Preencham o formulário abaixo disponibilizado e... Boa Sorte!!


Nota: O FLAMES não se responsabiliza por extravios ou qualquer dano que o prémio sofra durante a sua entrega. O seu envio será, gentilmente, feito pela Editora.

quinta-feira, 27 de junho de 2013

0

Série: Da Vinci's demons



Ano de estreia: 2013
Género: Drama, Aventura, Fantasia
Nº episódios: 8 (1ª temporada)
Criador: David S. Goyer

 
O que acontece quando o co-argumentista da trilogia "O Cavaleiro das trevas", ou argumentista de filmes como "Blade" ou "O Homem de aço" decide criar uma série baseada na vida de um dos maiores génios que o mundo alguma vez conheceu? Acontece "Da Vinci's demons"!
 
 
Esta série apresenta-nos, ao longo de 8 episódios, um dos nomes mais conhecidos e admirados em todo o mundo: Leonardo Da Vinci.
Incontestável génio, ainda hoje se reconhece a Da Vinci a invenção de objectos tão essenciais na nossa vida como o paraquedas, a bicicleta, a ponte giratória ou a asa delta. Mas aquilo que muitos não sabem é qual seria a vida de Leonardo Da Vinci durante os anos da sua juventude.
É nisso mesmo que David S. Goyer se foca ao criar uma série sobre um jovem génio, artista, inventor, idealista e sonhador que luta para que as suas invenções sejam reconhecidas por todos os habitantes da sua cidade, Florença, ao mesmo tempo que se dispõe a desafiar a maior autoridade à face da terra, o Papa, e a própria noção de tempo quando começa a perceber a linha ténue que divide o passado, presente e futuro.
Serão muitos os segredos que Da Vinci desvendará na busca pela sua mãe, desaparecida quando ainda era bebé, ao mesmo tempo que terá que lutar pela sua cidade contra um Papa maquiavélico e sem escrupulos cujo principal objectivo é dominar toda a Itália. Pelo meio, Da Vinci tem ainda tempo para se apaixonar pela última mulher da cidade por quem deveria ter rendido o seu coração e meter-se em alguns sarilhos com os seus dois melhores amigos: Nico e Zoroaster.
 
 
Apesar de ser uma série passada numa Florença em pleno séc. XV, David S. Goyer apresenta-nos uma abordagem moderna do génio Leonardo Da Vinci, colocando-o ao mesmo nível dos heróis dos filmes de hoje. De facto, é esse mesmo o papel que o jovem Leonardo assume nesta série, ao ser o homem certo na ocasião certa, sempre pronto a inventar a melhor solução para qualquer problema recorrendo, para isso, à sua única arma: a sua genialidade.
Se é verdade que a trama pode ser considerada algo previsível em alguns aspectos, não é menos verdade que David S. Goyer consegue manter o interesse dos espectadores recorrendo a fantásticos cenários, a uma banda sonora "escolhida a dedo", a efeitos especiais muito bem conseguidos e, acima de tudo, a um protagonista com uma personalidade muito sui generis que nos cativa no primeiro momento, bem ao estilo de outros génios de outras produções, tais como Sherlock ou House.
O único aspecto negativo mesmo que destacamos é ser necessário esperar pelo ano de 2014 para a estreia da 2ª temporada...
Concluindo, esta é uma série a não perder para todos os fãs de séries históricas, com aventuras e romance à mistura e um protagonista único! 

quarta-feira, 26 de junho de 2013

0

15ª Entrevista: Elizabeth Hoyt (escritora)


Elizabeth Hoyt

Nascida em New Orleans, Elizabeth passou a infância a viajar, tendo vivido em países como Escócia, Alemanha, Bélgica e França.
Formou-se em Antropologia pela Universidade de Wisconsin (Madison), mas um casamento quando ainda bastante nova levou-a a dedicar-se à vida de mãe a tempo inteiro.
Já na casa dos 30 e com dois filhos a seu cargo, Elizabeth decide aventurar-se pelo mundo da escrita e, cinco anos mais tarde, surge o seu primeiro romance - "The Raven Prince".
Começou, assim, a carreira de uma escritora de best-sellers, que conta já com 13 romances publicados.
Vamos conhecê-la um pouco melhor:
Qual é a sua nacionalidade: Norte-americana
O seu Filme favorito: Some like it hot
O seu Livro favorito: Jane Eyre
O seu Anime favorito: Não tenho
O seu Manga favorito: Não tenho
O seu Espectáculo de Música Favorito: Florence + The Machine
A sua Série favorita: Game of Thrones

1- Actualmente é uma escritora de best-sellers de romances históricos. Qual pensa ser a chave para o sucesso deste género literário?
O facto de nos permitir criar personagens interessantes e emoções intensas.
Original

1- You became a best-selling author of historical romance. What do you think that is the key for the success of this genre of Literature?
"Being able to write interesting characters and powerful emotion."

2- Tem publicados dois romances contemporâneos sob o pseudónimo "Julia Harper". Qual pensa ser a principal razão que leva alguns escritores a "adoptar" uma personalidade diferente?
Se se refere a pseudónimos, a maioria dos autores criam um outro nome por razões profissionais - para não confundirem os seus leitores ou porque o seu editor assim lho exigiu.
Agora se a questão é sobre a escrita de géneros literários distintos, não posso falar pelos outros autores, mas há tramas e personagens que eu não posso escrever num romance histórico mas que posso explorar num romance contemporâneo. A escrita nos dois géneros de literatura diferentes mantém-me "fresca" em ambos.
Original:

2- You’ve already published two contemporary romances under the name of Julia Harper. What do you believe to be the main reason why some writers decide to “adopt” a different “persona”?
"If you’re asking about pseudonyms, mostly authors take another name for business reasons - so they won’t confuse readers or because their publisher has required them to.
 If the question is about writing in different sub genres, I can’t speak for other authors, but there are plotlines and characters I just can’t write in an historical that I can explore in a contemporary romance. Writing in two different sub-genres keeps me fresh in both."



3- Na trilogia "The Princes" surpreendeu os seus fãs com um conto de fadas em cada livro, para além da história principal. Alguma vez considerou a possibilidade de "dar o próximo passo" e escrever um livro de contos?
Já tive leitores a pedir-me para compilar os meus contos de fadas num único livro e isso seria divertido, mas gosto demasiado de romances para me concentrar apenas em contos de fadas ;-)
Original:

3- In The Princes trilogy you surprised your fans with a fairy tale story, apart from the main story. Have you ever considered the possibility to take the next step and write a book of fairy tales?
"I’ve had readers ask if I’ll ever compile my fairy tales into a book and that would be fun, but I like the novel format too much to concentrate on fairy tales alone. ;-)"


4- Qual foi o melhor conselho que alguém alguma vez lhe deu e que ainda hoje a ajuda na sua carreira de escritora?
Não me consigo recordar de um conselho em específico, mas acredito que, acima de tudo, uma escritora tem que acreditar nela própria para conseguir alcançar e manter uma carreira profissional.
Original:

4- What is the best piece of advice that someone has ever given to you and that still to this day helps you with your career?
"I can’t remember a specific piece of advice, but I believe that a writer has to believe in herself above all things in order to achieve and maintain a professional career."

5- Que sonho ainda lhe falta cumprir como escritora?
O único objectivo que eu tinha - que naquela altura me pareceu bastante improvável alcançar - era fazer parte da New York bestseller list. Alcancei esse objectivo em 2009 com o livro "To beguile a beast"  e com todos os livros que publiquei desde então. Agora já não estabeleço mais objectivos. Simplesmente quero escrever os melhores livros que conseguir e continuar a fazê-lo até morrer. Para mim isso já é sonhar o suficiente.
Original:

5- What dream are you still looking forward to accomplish as a writer?
"The only goal I had—which at the time I thought of it seemed pretty unlikely—was to make the New York Times bestseller list. I achieved that goal in 2009 with TO BEGUILE A BEAST and every book I’ve published since. I don’t make goals anymore. I simply want to write the best books I can and continue to do so until I die. That’s dream enough for me."

6- O nosso anterior entrevistado, o escritor Rui Carreto, teve como objectivo deixar uma pergunta ao próximo entrevistado sem saber de quem se tratava. A pergunta foi a seguinte: "Acredita na literatura como forma de transformação do Homem? Porquê?"
Com certeza! Mas eu penso que, com todo o respeito pelo escritor Rui Carreto, a questão está um pouco ao contrário.  Eu acredito que a literatura - ou histórias - são uma parte intrínseca do que significa ser humano. Não acredito que, enquanto espécie, sobrevivessemos sem elas.
Original:

6- We presented our last interviewed writer, the Portuguese Rui Carreto, with a challenge: what would you like to ask the next writer even without knowing who it is? That’s what he said: “Do you believe that Literature somehow has the power to transform the Human Being?"
"Of course! But I think, with all due respect to Rui Carreto, that the question is a bit backwards. I believe literature—or stories—are an intrinsic part of being human. I don’t think we would survive as a species without them."

7 - Se pudesse, o que é que perguntaria ao próximo escritor ou escritora que iremos entrevistar?
Que livro de outro autor gostaría que tivesse sido escrito por si?
Original:

7- Now tell us: what would you like to ask to the next writer?
"What is a book by another author that you wish you had written?"

Obrigada à escritora Elizabeth Hoyt pela sua disponibilidade!
Thank you very much Elizabeth Hoyt for your time!
Alguns livros da autora publicados em Portugal:
Site oficial da Autora: http://www.elizabethhoyt.com/


terça-feira, 25 de junho de 2013

2

Evento: Não há feira, mas há escritores + 14ª entrevistas

 
No passado dia 22 de Junho de 2013, fomos ao Porto propositadamente para assistir ao evento "Não há feira, mas há escritores" (ou será que lhe poderíamos chamar 83ª Feira do Livro no Porto?).

Acabou por ser uma tarde muito bem passada! Os autores foram excepcionais, quer nos seus discursos, quer no contacto com os leitores. Uma tarde que nunca esqueceremos. Para quem não foi, ficam aqui umas mini-mini-mini entrevistas a alguns dos autores que marcaram a sua presença no evento. Esperemos poder entrevistá-los "a sério" um dia... Não se esqueçam que, no próximo sábado, há mais!

 ADÉLIA CARVALHO

Qual é a sua nacionalidade: Portuguesa

O seu Filme favorito: Fishing e África Minha
O seu Livro favorito: Gabriela Cravo e Canela
 O seu Anime favorito: não tenho
O seu Manga favorito: não tenho
O seu Evento/Espectáculo de música/Programa de Entretenimento favorito: Feiticeiro de Oz
A sua Série de televisão favorita: Os Sopranos

 AFONSO CRUZ
Qual é a sua nacionalidade: Portuguesa

O seu Filme favorito: Sétimo Selo
O seu Livro favorito: Flatland
 O seu Anime favorito: Akira
O seu Manga favorito: não tenho
O seu Evento/Espectáculo de música/Programa de Entretenimento favorito: Feira do Livro
A sua Série de televisão favorita: Treme

LUÍS MIGUEL ROCHA

Qual é a sua nacionalidade: Portuguesa

O seu Filme favorito: Cinema Paraíso
O seu Livro favorito:A sombra do Vento e Memorial do Convento
 O seu Anime favorito: não tenho
O seu Manga favorito: não tenho
O seu Evento/Espectáculo de música/Programa de Entretenimento favorito: Feira do Livro, Encontros com escritores em bibliotecas, Festivais de Cinema
A sua Série de televisão favorita: Game of Thrones e The Following

INÊS BOTELHO

Qual é a sua nacionalidade: Portuguesa

O seu Filme favorito: Magnólia (Paul Thomas Andersen)
O seu Livro favorito: Novas Cartas Portuguesas (Maria Isabel Barreno, Maria Teresa Horta, Maria Velho da Costa); The Sound and the Fury (William Faulkner); The bloody chamber (Angela Carter)
 O seu Anime favorito: Ana dos cabelos ruivos
O seu Manga favorito: não tenho
O seu Evento/Espectáculo de música/Programa de Entretenimento favorito: Quintas de leitura (Evento); Câmara clara; Ler +, Ler Melhor
A sua Série de televisão favorita: neste momento, American Horror Story; Game of Thrones

MANUEL JORGE MARMELO

Qual é a sua nacionalidade: Portuguesa

O seu Filme favorito: One From The Hear, de Francis Ford Coppola
O seu Livro favorito: D. Quixote de la Mancha, de Miguel Cervantes
 O seu Anime favorito: não tenho
O seu Manga favorito: não tenho
O seu Evento/Espectáculo de música/Programa de Entretenimento favorito: Shortcutz, Porto 
A sua Série de televisão favorita: Uma família muito moderna

MIGUEL MIRANDA

Qual é a sua nacionalidade: Portuguesa

O seu Filme favorito: 2001 Odisseia no Espaço
O seu Livro favorito: Ensaio sobre a cegueira
O seu Anime favorito: não tenho
O seu Manga favorito: não tenho
O seu Evento/Espectáculo de música/Programa de Entretenimento favorito:Jazz
A sua Série de televisão favorita: não tenho

PAULO FERREIRA

Qual é a sua nacionalidade: Portuguesa

O seu Filme favorito: "Beleza Americana"; "Poderosa Afrodite", "Em carne viva"
O seu Livro favorito: Em nome da terra (Vergílio Ferreira)
O seu Anime favorito: não tenho
O seu Manga favorito: não tenho
O seu Evento/Espectáculo de música/Programa de Entretenimento favorito: Corrente d'Escritas
A sua Série de televisão favorita: 24; Scrubs; Six feet under

PEDRO GUILHERME-MOREIRA

Qual é a sua nacionalidade: Portuguesa

O seu Filme favorito: O túmulo dos pirilampos (opinião do escritor aqui)
O seu Livro favorito: Bíblia (sem ser do ponto de vista religioso)
O seu Anime favorito: Conan
O seu Manga favorito: não tenho
O seu Evento/Espectáculo de música/Programa de Entretenimento favorito: 83ª Feira do Livro no Porto
A sua Série de televisão favorita: Seinfeld
RICHARD ZIMLER
Qual é a sua nacionalidade?: Americana e Portuguesa


O seu Filme favorito: Não tenho só um, mas sempre gostei muito do filme Cabaret (1972) de Bob Fosse com a Liza Minelli . Vi-o no mínimo umas 6 ou 7 vezes. As músicas são muito inteligentes, gosto muito, e a atmosfera do filme foi muito bem recriada e tem um significado muito especial por causa da vinda dos nazis  para Berlim. Outro filme que gosto bastante é Fanny e Alexander (1982), um filme de co-produção sueca com uma história muito bonita. Os actores foram maravilhosos.  

O seu Livro favorito: Não sei se é o meu favorito, mas foi um livro que me inspirou muito A Luz em Agosto do grande grande grande escritor William Faulkner. Fiquei tão fascinado com a história desse livro que fiz uma análise do mesmo. Foi um livro que me marcou muito. 

O seu Anime favorito: Nenhum

O seu Manga favorito: Nenhum 

O seu Evento/Espectáculo de música/Programa de Entretenimento favorito: O último concerto que assisti foi em Espinho da cantora Jacinta. Adorei. Acredito que ela tenha muito talento e não é tão conhecida como devia. Um outro espectáculo  que assisti e adorei foi  do Leonard Cohen em Nova York.  

A sua Série de televisão favorita: CSI Las Vegas. É uma série que está muito bem escrita  com actores muito bons. É um programa internacional de muita qualidade.

Obrigada a todos! 

 

domingo, 23 de junho de 2013

0

Passatempo: 43º Passatempo do FLAMES


Temos para vos oferecer, em parceria com a Alfarroba, um exemplar do fantástico livro da escritora Paula Santos - "Eu + Tu = 1":



Sinopse:

"Eu+Tu=1"é uma comédia romântica, que pelo meio aborda vários temas atuais da nossa sociedade,

Este livro conta-nos a história de Maria, maquilhadora num estúdio de televisão, que leva uma vida perfeitamente normal e está a recuperar de um desgosto amoroso, quando conhece um ator português internacionalmente famoso (e não, não é o Joaquim de Almeida!) e as suas aventuras e desventuras para lutarem pelo seu amor.
tais como a preocupação excessiva com a aparência, a “mania” de imitar os famosos, os problemas familiares e como muitas vezes se escolhe fugir deles, ao invés de enfrentá-los e a maneira, nem sempre correta, como frequentemente a comunicação social retrata a vida das pessoas.
O que esse ator não sabe é que Maria tem um segredo na sua vida, que só a sua melhor amiga conhece e que a impede de ser feliz.
Pelo meio, vê-se envolvida em mentiras, desilusões, embaraços, alegrias e muitas mais situações, que vão levar o leitor a não querer pousar o livro antes de chegar à última página!"
Este é um passatempo diferente do habitual. Desta vez, não têm que preencher um formulário para participar. Basta visitarem a nossa página do Facebook e seguirem as instruções:
Têm até ao dia 30 de Junho para se inscreverem.
                                                                                       Boa Sorte!
Nota: O FLAMES não se responsabiliza por extravios ou qualquer dano que o prémio sofra durante a sua entrega. O seu envio será, gentilmente, feito pela Editora.

quinta-feira, 20 de junho de 2013

2

Homenagem: James Gandolfini



18 Setembro 1961 - 19 Junho 2013


Alguns actores têm o privilégio de interpretar personagens que ficam para a história do mundo da representação. James Gandolfini foi um deles.
Apesar de ter participado em cerca de 40 produções (filmes e séries), foi como Tony Soprano, na mítica série "Os Sopranos" (1999-2007), que o actor se celebrizou e viu reconhecido o seu talento ao ser premiado com 3 Emmys para Melhor Actor de Série Dramática, entre muitos outros prémios. 
 
Antes de enveredar pela carreira de actor, James Gandolfini, nascido em New Jersey e filho de imigrantes italianos, licenciou-se em Ciências da Comunicação na Universidade de Rutgers, onde chegou a trabalhar como segurança.
Foi quando se mudou para Nova Iorque que se iniciou na área da representação ao decidir acompanhar um amigo nas suas aulas de representação.
O seu primeiro palco de destaque foi a Broadway, mas não demorou muito até que desse o salto para a 7ª arte e começasse a actuar em filmes.
 
Veio a falecer inesperadamente, vítima de um enfarte cardíaco fulminante, a 19 de Junho de 2013 em Roma, quando se encontrava de férias com a sua família antes de assistir ao festival de cinema de Taormina.
 
Será por muitos recordado como Tony Soprano. Por outros, como um fantástico actor capaz de criar personagens sem precedentes...  De qualquer das formas, ficará para sempre uma coisa: Saudade.

segunda-feira, 17 de junho de 2013

4

Séries: S Club 7


Origem: Inglaterra (Londres)

Membros:
Rachel Stevens
Jo O'Meara
Hannah Spearritt
Tina Barrett
Jon Lee
Bradley McIntosh
Paul Cattermole

Séries: 4

Criado em Inglaterra (Londres), esta série apareceu em 1999 e surgiu de um grupo de cantores, os S Club 7, tendo marcado uma geração. O grupo musical que compunha a série foi criado pelo mesmo empresário das Spice Girls e foi com a série que atingiram o estrelado. A primeira foi produzida pela BBC e chama-se Miami 7. Diz-se que foi esta série que inspirou os produtores de High School Musical e Glee.

Os S Club 7 estiveram juntos durante 5 anos e, durante esse tempo, gravaram 4 singles e um álbum nº1 no Reino Unido. 

Durante a série, para além de assistirmos às peripécias dos membros do grupo, ouvimos as suas músicas e vemos as viagens que fazem. De facto, eles atravessam os Estados Unidos e, na última série, acabam em Barcelona (Espanha).

Para além do mais, na série há representações de coisas que aconteceram de verdade (por exemplo, Paul e Hannah tiveram mesmo um relacionamento e Paul saiu mesmo do grupo em 2002). Aquando da saída de Paul, o grupo deixou de se chamar S Club 7 e passou a chamar-se, apenas, S Club.

As temporadas chamavam-se
Miami 7,
L.A. 7,
Hollywood 7,
Viva S Club.

quinta-feira, 13 de junho de 2013

0

Livro: 100 Coisas essenciais que não sabia que não sabia




Título Original: 100 Essential things you didn't know you didn't know
Ano: 2013
Género:
Autor: John D. Barrow
Editora: Livros Horizonte


A Matemática pode ir muito para além da disciplina que assusta a maioria dos alunos nas escolas e que tantos pesadelos lhes causa. De facto, quase tudo no nosso dia-a-dia pode ser visto de um ponto de vista matemático, ainda que à primeira vista não nos apercebamos. E é precisamente nisso que John D. Barrow acredita e que pretende demonstrar com o seu livro "100 Coisas essenciais que não sabia que não sabia".
Neste livro, o autor fala de 100 temas independentes entre si que têm em comum o facto de se tratarem de coisas que fazem parte da vida da maioria das pessoas. Assim, é através da Matemática que John D. Barrow nos fala da melhor forma de fazer as malas, como se pode manipular as eleições, quanto tempo é provável que tudo à nossa volta sobreviva ou ainda qual a forma mais eficaz e eficiente de embarcar todos os passageiros num avião.
São 100 as temáticas diferentes que demonstram ao leitor como é que a Matemática está constantemente presente nas nossas vidas.
Apesar de ser um livro sobre uma área do saber que atemoriza e não conquista a simpatia da maioria das pessoas, John D. Barrow conseguiu pegar em cada um dos temas e expô-los de uma forma que qualquer pessoa possa compreender através de uma linguagem clara e directa. Assim, este livro torna-se, simultaneamente, num livro de curiosidades e transmissão de saberes acessível a todos os leitores.
O único aspecto negativo que temos a destacar prende-se com o facto de, em alguns temas, o autor "deixar-se levar" um pouco pelos seus conhecimentos e apresentar algumas fórmulas que são um verdadeiro quebra-cabeças para a maioria de nós. No entanto, mesmo nesses capítulos o autor acaba por apresentar uma conclusão clara e facilmente compreensível, pelo que, no fim, conseguimos perceber aquilo que John D. Barrow pretendia transmitir.
Recomendamos "100 Coisas essenciais que não sabia que não sabia" a todos aqueles que se consideram irremediáveis curiosos, que se atrevem a ver o nosso mundo de uma perspectiva completamente diferente e que nutram um gosto especial pela Matemática!

quarta-feira, 12 de junho de 2013

2

Passatempo: 42º Passatempo do FLAMES (em parceria com a Dinalivro)


Temos mais um passatempo para vocês!
Em parceria com a Dinalivro , temos para vos oferecer 1 exemplar do livro "Tórrido" de João Frada:

Sinopse
"Na sua primeira obra deste género, o autor, servindo-se de uma longa retrospetiva de memórias, constrói, acompanha e relata a vivência das suas personagens num alargado contexto de universos geográficos, uns reais, outros fictícios, de Portugal continental e de África, entre as primeiras décadas do século XX e o início do século XXI. Começando por levar o leitor a imaginar e a saborear, contemplativamente, o espaço, as gentes, as artes e a natureza de uma das povoações mais bonitas de Portugal, a Praia de Mira, onde a prática artesanal de pesca à xávega ainda se realiza atualmente, é sobretudo em África que o autor centra e desenvolve quase toda a sua narrativa. Tete, cidade localizada nas margens do Zambeze, considerada como um dos locais mais quentes do noroeste de Moçambique, Lourenço Marques (atual Maputo) e Luanda são os magníficos cenários tropicais onde os principais atores desta estória, confrontados com estranhas realidades antropológicas, envolvidos por escaldantes controvérsias sociológico-políticas que marcam, em particular, os ritmos da sociedade portuguesa colonial e pós-colonial e, simultaneamente, refugiados na privacidade também ardente das suas vidas íntimas, dão corpo e alma a este romance, Tórrido."
Têm até ao dia 21 de Junho de 2013 para participar.
Para o fazer já sabem o passo seguinte: preencham o formulário abaixo disponibilizado.
                                                                             Boa Sorte!
Nota: O FLAMES não se responsabiliza por extravios ou qualquer dano que o prémio sofra durante a sua entrega. O seu envio será, gentilmente, feito pela Editora. 

terça-feira, 11 de junho de 2013

2

Passatempo: 41º Passatempo do FLAMES (em parceria com o autor)


Desta vez temos um passatempo para vocês em parceria com o próprio autor, Carlos Silva.
Assim, se quiserem habilitar-se a ganhar um exemplar do livro "Urbania" em formato e-book só têm que se inscrever!
Sinopse
"Que influência terá sobre Lisboa a cidade em movimento, onde os sonhos e a lucidez se vendem como um mero produto? As duas cidades estão em rota de colisão e Hugo sabe que é a única oportunidade de alguma vez conseguir passar de uma para a outra, mas para isso terá de compreender o que os Lobos lhe dizem. Um romance sobre ciclos que se cruzam e entrecruzam, onde a única constante é a mudança."



Para participar, basta preencherem o formulário abaixo fornecido.
Têm até ao dia 20 de Junho de 2013 para o fazer...
Boa sorte!

segunda-feira, 10 de junho de 2013

0

Série: Martin Chuzzlewit (1994)

 

Ano: 1994
Cast:
Paul Scofield ... Old Martin Chuzzlewit
Tom Wilkinson ... Seth Pecksniff
Keith Allen ... Jonas Chuzzlewit
Philip Franks ... Tom Pinch
Julia Sawalha ... Mercy Pecksniff
Emma Chambers ... Charity Pecksniff
Pauline Turner ... Mary Graham
Pete Postlethwaite ... Tigg Montague
Género: Drama 

Não é segredo para vocês que somos FÃS das série da BBC, assim como somos FÃS de Charles Dickens.
Esta série está absolutamente BRILHANTE! Ronda tudo à volta do conceito de desonestidade e a história é deliciosa e foi baseada no livro "The life and adventures of Martin Chuzzlewit".
Na história travamos conhecimento com a família de Martin: com Seth Pecksniff e as duas filhas, Charity e Mercê; o patriarca da família ou velho Martin Chuzzlewit... Este tomou em sua "posse" Mary, uma rapariga orfã. Esta seria bem tratada e financeiramente apoiada apenas enquanto o velho fosse vivo, desta forma,  Martin teria alguém sempre interessado em cuidar dele em detrimento dos seus verdadeiros familiares, apenas interessados na sua herança. No entanto, tudo se complica quando o seu neto se apaixona por Mary.
Esta é APENAS a história principal pois, tal como todos os livros de Dickens, o enredo é muito mais caloroso e envolvente. Travamos conhecimento, também, com Tom Pinch que também se apaixona por Mary, Ruth Pinch e John Westlock.

Para além de todas as peripécias que vamos acompanhando, a série ensina-nos muito e o final é muito interessante. Dickens, como sempre, não desilude, e a série também não. Claro que, como sempre, nestas séries é necessário uma pitada de "gosto" pelo estilo mais histórico, e é necessário gostar-se daqueles "compassos de espera" que fazem desesperar muitos, mas são adorados por quem gosta de apreciar as paisagens e costumes de épocas mais longínquas... mas mesmo assim, é uma mini-série a não perder. 

Podem visulaizar o trailer clicando no link seguinte que vos re-direccionará para o youtube - https://www.youtube.com/watch?v=95ZfKN-dMdg

Também no youtube poderão ver a série completa - https://www.youtube.com/watch?v=-Ts_cXKDMw4

quinta-feira, 6 de junho de 2013

1

Filme: O tigre e a neve




Título Original: La tigre e la neve
Ano de Estreia: 2005
Género: Drama, Romance, Comédia
Realizador: Roberto Benigni
País de Origem: Itália
 

Roberto Benigni celebrizou-se em todo o mundo ao realizar e protagonizar o aclamado filme "A vida é bela". Mas não pensem os fãs desta fantástica história que Benigni esgotou com este seu filme de 1997 todas as suas ideias e talento, pois 8 anos mais tarde eis que o famoso artista italiano nos brindou com um filme igualmente belo "O tigre e a neve".
 
A história apresenta-nos a grande aventura em que o italiano professor de literatura, Attilio de Giovanni, se vê envolvido quando decide viajar para o Iraque no ano 2003, estando o país em plena guerra com os E.U.A., na tentativa de salvar Vittoria, a mulher dos seus sonhos.
Vittoria foi vítima de um grave acidente e encontra-se em coma profundo num hospital com poucos recursos fruto das dificuldades originadas pela guerra. Assim, Attilio compromete-se a fazer tudo o que estiver ao seu alcance para salvar a mulher com quem sonhou durante toda a sua vida.
 
Este filme, apesar de ter tido uma atenção consideravelmente menor por parte do grande público, em comparação com a outra obra de Benigni, "A vida é bela", não deixa de ter incríveis semelhanças com esta premiadíssima história.
A começar, os protagonistas de ambas as histórias são incrivelmente semelhantes: optimistas natos, vêem o mundo sob uma perspectiva completamente diferente dos demais, conseguindo descobrir sempre algo de belo mesmo nas situações mais complicadas e terríveis; ambos são, também, surpreendentemente corajosos e levam a cabo tudo o que for necessário para alcançar aquilo que desejam; por fim, exibem os dois uma personalidade alegre, apaixonada, divertida e sensível.
Outra semelhança encontra-se, de forma menos evidente, nas histórias dos dois filmes. Apesar de se tratarem de histórias completamente diferentes, "O tigre e a neve" não conseguiu "enganar-nos" em momento algum pois o cunho de Benigni esteve presente, de forma por demais evidente, ao longo de toda a trama quer pela ordem do desenrolar dos acontecimentos, quer pela sensação de "fantasia constante" inerente às várias cenas do filme.
Tratando-se de um filme simultaneamente divertido e comovente, Benigni conseguiu terminá-lo de forma absolutamente perfeita, escolhendo uma cena final não só surpreendente, como absolutamente mágica.
Um filme que recomendamos aos fãs de "A vida é bela" e também a todos aqueles que não perdem a oportunidade de assistir a um filme com as doses certas de drama, romance e comédia.

quarta-feira, 5 de junho de 2013

9

Passatempo: 40º Passatempo do FLAMES (em parceria com a Alphabetum Edições Literárias)

Temos mais um passatempo para vocês!
Em parceria com a Alphabetum Edições Literárias, temos 1 EXEMPLAR do livro "Anjo de Cristal" de Beatriz Lima para vos oferecer:

Sinopse

Devastada com a partida do seu amado para a guerra, Anne Marie tenta “sobreviver” à sua partida. Novos amigos enchem a vida de Anne Marie, mas nada substitui o vazio da ausência de Peter. Por entre aventuras, romance e recomeços, Anne enfrenta a dor.
Mas quando uma carta anuncia a morte de um soldado – na qual o nome não é perceptível – Anne tem duas opções: esquecer o amor da sua vida e seguir em frente, ou ir para a guerra, numa réstia de esperança.
Anjo de Cristal retrata a esperança, o amor, a coragem, tudo envolto num livro carregado de dor e sofrimento.
Excerto 
"Retirei a carta. Tinha uma ponta queimada, estava rasgada e o papel parecia velho. Comecei a ler:

As nossas condolências.
Homenageamos este soldado pelo quanto ajudou nesta guerra que um dia iremos ganhar. Este soldado lutou para vencer, mas agora chegou a sua hora de partir para o outro mundo.
Através desta pequena mas honrada carta, homenageamo-lo.
Honramos assim, o soldado …


No sítio onde devia estar o nome do Peter, estava um grande rasgão.
Comecei a tremer. Pode não ser ele. Podem ter-se enganado e mandado para mim. Ele pode estar vivo. E se não se enganaram? E se ele morreu mesmo?"
Têm até ao dia 14 de Junho para participar. Para o fazer, basta preencherem o questionário abaixo disponibilizado.
                                                                      Boa Sorte!
Nota: O FLAMES não se responsabiliza por extravios ou qualquer dano que o prémio sofra durante a sua entrega. O seu envio será, gentilmente, feito pela Editora.
NOTA: Caso não vos apareça a setinha para descerem (no formulário), cliquem nele e desçam usando a seta do teclado :) Qualquer problema adicional, contactem-nos.

segunda-feira, 3 de junho de 2013

0

Livro: De Profundis Valsa Lenta


Autor: José Cardoso Pires
Editora: Dom Quixote
Ano: 1997

Nesta obra, o leitor irá embarcar por uma viagem onde o autor nos mostra, de forma poética, a vivência auto-biográfica pela qual passou aquando do seu AVC (acidente vascular cerebral).
Depois de recuperado, José Cardoso Pires decide colocar em papel as suas memórias daquele tempo em que não se reconhecia e explica-nos o que sentia (ou o que não sentia), como sentia, como vivia.
Trata-se de um retrato real, pormenorizado e fascinante sobre isso mesmo!
O livro é muito pequenino e lê-se numa horinha. Para quem gosta deste género de livros, ou mesmo de histórias verídicas, encontra aqui um óptimo exemplar.

A história começa numa quinta-feira, em 1995 quando, à hora do pequeno-almoço, José Cardoso Pires começa a ter os primeiros sintomas. A partir daí, vamos acompanhando o desenrolar dos acontecimentos.

É um livro muito bem escrito, um clássico que aconselhamos, especialmente, a quem gosta deste género literário.

sábado, 1 de junho de 2013

0

Lembram-se do Alex?


Malcolm McDowell

Nascido em 1943 em Inglaterra, Malcolm ficou conhecido com a sua participação no filme "Laranja Mecânica" ao interpretar Alex. Este talvez tenha sido o seu papel mais importante. Mas a sua carreira de actor começou em 1967 com o filme "Poor Cow" onde aparecia durante 2 minutos, tendo sido posteriormente apagado do filme.

Nos anos 80 começou a consumir drogas, o que o transformou completamente. Com uma cara e corpo que o faziam parecer mais velho do que aquilo que realmente era, Malcolm deixou de ser chamado para fazer filmes... E só em 1990 voltou a ingressar no mundo do cinema.

Considerado um dos maiores actores do mundo, tem mais de 100 filmes no seu currículo, sendo que numa grande parte deles faz papel de vilão.

Hoje vive em Los Angeles, California, e continua no activo.
Ocorreu um erro neste dispositivo

1%

1%