Envie esta página a um amigo!

segunda-feira, 30 de agosto de 2010

9

Série: Gilmore Girls



Life's short. Talk Fast!

Série: Gilmore Girls
Criadora: Amy Sherman
Género: Comédia
Séries: 7
Ano: de 2000 a 2007

Cast:
Lauren Graham     ... Lorelai Gilmore
Alexis Bledel         ... Rory Gilmore
Keiko Agena        ... Lane Kim
Scott Patterson      ... Luke Danes
Yanic Truesdale     ... Michel Gerard
Kelly Bishop          ... Emily Gilmore
Edward Herrmann  ... Richard Gilmore
Melissa McCarthy  ... Sookie St. James
Sean Gunn              ... Kirk Gleason
Liza Weil                ... Paris Geller
Jared Padalecki      ... Dean Forester


Duração: Cada episódio tem 44 minutos

Esta é, sem sombra de dúvidas, das séries que mais nos surpeendeu! Com uma história super trivial, os autores conseguiram uma série fantástica com um humor inteligente.

Gilmore Gils (em português Tal Mãe, Tal Filha) conta a história e mostra o dia a dia de uma mãe solteira (Lorelai Gilmore) e da sua filha (Lorelai Gilmore - Rory). As duas vivem numa linda e pequena vila Stars Hollow (onde nos apetece ir morar e interagir com as personagens). A série fala de assuntos familiares, conflitos geracionais, diferenças de classes sociais, etc., sempre regado de muito bom humor e com diálogos muitos interessantes e pertinentes, rápidos, com muitas palavras e poucas pausas e INÚMERAS referências a filmes, boa música e bons livros, o que torna está série obrigatória para quem gosta deles.

A história? Com apenas 16 anos Lorelai Gilmore tem a sua filha Rory e decide sair de casa para não ter de fazer o que os pais querem: que ela case com o pai da criança, refugiando-se em Stars Hollow, um local cheio de personagens intrigantes e muito pouco usuais. A primeira temporada inicia-se com Lorelai a enfrentar um grande dilema: sem dinheiro para fazer com que a filha frequente um óptimo liceu privado entra em desespero e começa a ponderar fazer algo que jurou nunca fazer - pedir um empréstimo aos próprios pais (milionários). Os avós de Rory aceitam mas com uma condição: Lorelai e Rory devem ir a casa dos avós jantar todas as sextas-feiras.

Relativamente às personagens, uma vez que nos encontramos MUITO ligadas a algumas, decidimos fazer alguns reparos às nossas personagens favoritas:

      * Lorelai Victoria Gilmore (Lauren Graham) -
É sem dúvida a nossa personagem favorita. É jovem e independente e tem como melhor amiga a própria filha: Rory Gilmore. Trabalha numa pousada mas sonha, um dia, poder abrir o seu próprio Hotel. Tem um sentido de humor fantástico! Tem com os pais uma relação muito fria e distante uma vez que não se identifica com a vida milionária destes.

      * Lorelai "Rory" Leigh Gilmore (Alexis Bledel)
A Filha de Lorelai, Rory é inteligente mas também ingénua e torna-se, ao longo das temporadas, deveras irritante. Sonha tornar-se jornalista entrando, para o efeito, na Universidade de Harvard.

      * Lucas "Luke" Danes (Scott Patterson)
O dono do café de Stars Hollow é um homem muito prestável e generoso. É das nossas personagens favoritas e tem sempre papeis cruciais ao longo das diversas temporadas.

      * Sookie St. James (Melissa McCarthy)
A melhor amiga de Lorelai e uma óptima cozinheira (apesar de ser desastrada).

      * Richard Gilmore (Edward Herrmann)
 Pai de Lorelai, muito orgulhoso por ser avô de Rory.

      * Emily Gilmore (Kelly Bishop)
Mãe de Lorelai Gilmore e avó de Rory Gilmore, é autoritária, provocadora e tem uma péssima relação com a filha Lorelai.

      * Lane Kim (Keiko Agena)
É a Melhor amiga de Rory Gilmore. A mãe, coreana, é muito autoritária.

      * Paris Geller (Liza Weil)
É mais uma das nossas personagens favoritas. Protótipo de uma pessoa com Perturbação Obsessivo Compulsiva da Personalidade faz-nos rir com os seus exageros.

      * Kirk Gleason (Sean Gunn)
Outra das nossa personagens favoritas e a figura mais excêntrica de Stars Hollow. Tem imensos empregos. É o protagonista das cenas mais engraçadas de toda a série.

Aqui fica um pequeno trailer da série que, infelizmente, não lhe faz justiça!







Participem no nosso PASSATEMPO E NÃO SE ESQUEÇAM de LER AS INSTRUÇÕES!!!

quinta-feira, 26 de agosto de 2010

15

Filme: A Origem


Título Original: Inception
Ano: 2010
Género: Ficção Científica, Acção
Realizador: Christopher Nolan


Depois de termos ouvido falar do mais recente filme de Christopher Nolan nas salas de cinema, nomeadamente várias críticas classificando-o como um excelente filme, decidimos matar a curiosidade e acabámos por vê-lo.

A história explica-se de uma forma muito rápida: Dicaprio assume o papel de um ladrão (Dom Cobb) que entra nos sonhos das pessoas a fim de roubar as mais diversas informações. Tudo corre dentro da normalidade até ao dia em que Cobb decide aceitar um trabalho que ultrapassa em muito a dificuldade daqueles que realizara até então: entrar no sonho de um herdeiro milionário, Fischer, e conseguir implantar uma ideia na sua mente, de tal forma que este acredite nela como se fosse realmente verdade.

Bem, em relação ao que vimos só temos 4 coisas a dizer:

- O filme é super interessante e, por isso mesmo, conseguiu prender-nos do primeiro ao último minuto. O conceito por detrás desta história é bastante original e a forma como foi desenvolvido é simplesmente soberba;

- DiCaprio brilhou, como de resto nos tem habituado nos seus últimos filmes;

- Se ainda forem ver o filme estejam atentos durante TODO o filme, senão correm o risco de se perder (pois apesar de ser uma história muito bem construída, consegue confundir-nos com muita facilidade, principalmente durante a primeira metade do filme quando ainda não estamos muito bem familiarizados com o “mundo dos sonhos”);

- E, por fim, avisamos quem ainda não viu o filme para não desesperar (e começar destruir a sala de cinema) por causa do final em aberto que este filme apresenta pois, de certa forma, o filme até ficou melhor assim e cada um de nós pode escolher a hipótese que mais lhe agradar.


Pessoal, não se esqueçam de participar no nosso PASSATEMPO !! E leiam bem TODAS AS INSTRUÇÕES.

Aqui fica o Trailer:


Bons filmes!

segunda-feira, 23 de agosto de 2010

7

Livro: Os cinco suspeitos


Livro: Os Cinco Suspeitos

Autora: Agatha Christie

Mais um livro fabuloso de Agatha Christie. Desta vez, encontramo-nos com Hercule Poirot que recebe a visita de uma bela jovem: Carla Lemarchant. Carla vai-se casar mas antes do casamento quer limpar o nome da mãe. Para isso, pede ao detective Poirot que investigue a morte de Amyas Crale, um pintor que morreu há dezasseis anos e que supostamente foi morto pela mãe de Carla. Porquê? E será verdade? E porquê este pedido agora?

Caroline, a mãe de Carla, foi condenada, sentenciada, mas morreu na prisão...se foi condenada e considerada culpada, porque é que Poirot aceita o desafio? Será porque Carla acredita na inocência da mãe?
Neste livro, Poirot enfrenta uma missão impossível, será ele capaz de descobrir algo e ajudar Carla?

Os Cinco Suspeitos (Five Little Pigs) foi publicado em 1943 e adaptado para o teatro pela própria autora!

Dos livros de Agatha este é dos melhores (mas sou suspeita claro porque todos os seus livros são muito bons). É daqueles livros que pensamos sempre conseguir descobrir o assassino e depois, a autora apanha-nos desprevenidos, altera os "nossos" planos, e surpreende-nos com o final! Um livro a NÃO perder!


Não se esqueçam de PARTICIPAR NO NOSSO PASSATEMPO e se o fizerem SIGAM TODOS OS PASSOS. LEIAM AS INSTRUÇÕES!!!

quinta-feira, 19 de agosto de 2010

13

Filme: O Último Airbender


Título Original: The Last Airbender
Ano: 2010
Género: Fantasia, Aventura, Acção
Realizador: M. Night Shyamalan


Já há alguns anos que tínhamos ouvido falar de um desenho animado semelhante a um anime mas de origem norte-americada – Avatar: The Last Airbender. Contudo, nunca tinha despertado em nós um interesse muito grande por seguir esta série. Assim, quando há uns meses atrás nos cruzámos com o trailer deste filme no cinema percebemos que esta seria uma excelente oportunidade de ficar a par desta história sem ter que dispensar imensas horas a ver vários episódios que poderiam, ou não, ser interessantes (sabemos que foi um gesto preguiçoso da nossa parte, mas há que saber aproveitar o nosso escasso e precioso tempo livre!!).
Desta forma, lá fomos nós no passado Domingo fazer uma visitinha ao cinema e desfrutar de um bom filme em 3D sem fazer a mínima ideia acerca da história (pois nem o significado do título percebíamos) mas na esperança de que valesse a pena o dinheiro gasto.

A história apresenta-nos um mundo de fantasia no qual vivem algumas pessoas com capacidades especiais (Firebenders: pessoas que dominam o fogo; Waterbenders: pessoas qua dominam a água; Earthbenders: pessoas que dominam a terra; e Airbenders: sim, já adivinharam, são pessoas que dominam o ar).
Esse mundo encontra-se dominado pela Nação do Fogo que consegue subjugar todas as outras nações com o seu poder. O único que poderia fazer frente aos Firebenders seria Aang (o último das Airbenders), um descendente de uma antiga linha de Avatares que possuem uma capacidade especial – dominam todos os 4 elementos (fogo, água, terra, ar). Contudo, esta há muito que desapareceu da face da Terra sem que ninguém tenha conhecimento do seu paradeiro e, assim, todos vivem num medo e submissão constantes perante a Nação do Fogo. No entanto, quando Aang regressa, eis que os habitantes da Terra ganham uma nova esperança numa grande batalha que se afigura e que porventura poderá mudar o rumo dos acontecimentos.

Na nossa opinião, este é um filme que tem alguns aspectos positivos e outros mais negativos a apontar.

Positivos:

- Os efeitos especiais são verdadeiramente espectaculares, tornando o filme digno de se ver numa sala de cinema a fim de melhor desfrutar das fantásticas cenas de luta que surgem ao longo de todo o filme;
- O actor Dev Patel (que se celebrizou no papel de protagonista em Slumdog Millionaire) tem um grande desempenho, tornando a sua personagem na mais credível e, na nossa opinião, fascinante de todo o filme;

Negativos:

- A trama é um pouco previsível, com alguns clichés que já todos vimos em filmes do mesmo género;
- Algumas das crianças e adolescentes que aparecem no filme têm um desempenho muito pobre, parecendo que estão efectivamente a representar;
- O efeito 3D, que à partida serviria para tornar toda a experiência mais interessante, acabou por se tornar um verdadeiro fiasco: desde cenas desfocadas até cenas em que tivemos que retirar os óculos para tentar perceber o que se estava a passar já que com estes era impossível (o filme tem algumas cenas com menos iluminação que estariam perfeitas não fossem os óculos que escureciam imenso a imagem tornando impossível ver o que se estava a passar).

Concluindo, “O último airbender” é um filme interessante e entusiasmante sem ser, contudo, um dos melhores filmes alguma vez feitos.

É verdade pessoal, não se esqueçam de participar no nosso PASSATEMPO!


Aqui fica o Trailer:


Bons Filmes!!!

segunda-feira, 16 de agosto de 2010

4

2º Passatempo :)



Esta é a imagem que devem copiar e colar no vosso blog :)

Este é o filme que te "arriscas" a ganhar se responderes correctamente às 3 perguntas :)

quinta-feira, 12 de agosto de 2010

9

Série: Ossos

Título Original: Bones
Ano: 2005
Género: Policial, Drama
Produtor: Stephen Nathan
Temporadas: 5 (com a 6ª temporada prestes a estrear)



Já aqui falámos de séries-para-se-ver-quando-nos-apetece-passar-um-bom-tempo-sem-ter-o-compromisso-de-ver-todos-os-episódios-para-acompanhar-a-história e hoje juntamos mais uma à lista.

Ossos é uma série que nos permite acompanhar diversas investigações policiais mas, desta feita, com um destaque na análise dos ossos das vítimas como principal fonte de dados para que os crimes possam ser desvendados (e vocês não imaginam a quantidade de informação que é possível obter simplesmente analisando ossos!!). Assim, a Dra Temperance (uma personagem baseada numa pessoa real – a médica legista Kathy Reichs – que é uma especialista na análise de ossos e com uma série de licenciaturas e doutoramentos no currículo das mais variadas áreas) e a sua equipa de especialistas recolhem os mais variados dados enquanto o agente Booth (brilhantemente interpretado por David Boreanaz) faz uso dos seus conhecimentos como polícia para deter os “maus da fita”.

Esta é uma série que nos faz passar um bom tempo, com histórias relativamente interessantes e um toque de humor que acaba por ser a cereja no topo do bolo. Contudo, temos que confessar que não conseguimos compreender a protagonista, a Dra Temperance. Na série é retratada como uma pessoa muito inteligente, sempre provida de informações interessantes e dados relevantes para a investigação. Contudo, para uma grande antropóloga como ela é e que, por causa disso, deverá possuir um conhecimento profundo acerca do Homem, consegue ser uma pessoa que interpreta tudo de uma forma (irritantemente) literal (percebemos que os produtores pretendam, com isto, aplicar um certo humor na série, mas acaba por “fugir à lógica” da personagem). Quem já teve a oportunidade de ver a série por certo já deve ter percebido que é um contra censo que alguém que conhece tão bem (e que se gaba disso!) os costumes do ser humano (nomeadamente, a utilização de metáforas, personificações, entre outras coisas) leve sempre tudo à letra e acabe por tirar algumas conclusões completamente equivocadas daquilo que lhe dizem enquanto faz uma cara de quem acha que está 100% certa (não nos atrevemos a dizer 110% certa senão a Dra Temperance imediatamente iria corrigir-nos dizendo que o máximo são 100%...).

Mas mesmo assim, ver Ossos naqueles dias em que “nos apetece fazer algo mas não sabemos bem o quê” acaba por ser uma forma de nos entretermos durante uns bons 45 min.

Este foi o melhor Trailer que conseguimos arranjar (foi feito por fãs da série e, sinceramente, dá a entender que a série é muito mais dramática do que na realidade é):

segunda-feira, 9 de agosto de 2010

7

Livro: Como dei com o meu Psiquiatra em Louco

Autora: Isabel Stilwell
Género: Comédia

Este foi, até ao momento, a única coisa que lemos desta autora. É por isso que ficámos agradavelmente surpreendidas com este livro.
Neste pequenino livro de contos (10 no total), escritos com uma linguagem muito simples e, sobretudo, divertida, Stilwell recorre a situações totalmente ridículas, improváveis e estupefactas, onde cada um de nós se pode ver, caricaturialmente, retratado.

1º  conto - Fala no ciúme e traição e de como lidar com eles (de uma forma, muito pouco, ortodoxa) :)
2º  conto - Descreve um divórcio que envolve crianças e das dificuldades que dele advém.
3º  conto - Descreve um problema específico: o problema das partilhas num divórcio
4º  conto - Relata o que de mau acontece por se ser... extremamente magra!
5º  conto - Fala da loucura
6º  conto - Refere a forma como a nossa mente nos controla
7º  conto - Fala sobre a forma como revelamos os nossos pensamentos
8º  conto - Fala sobre um fenómeno que acontece em todos nós...um flagelo: as meias desemparelhadas!
9º  conto - Refere o que a apatia sobre a vida, nos leva a fazer
10º conto - Responde-nos finalmente ao que pretendemos saber: como dar com o seu psiquiatra em louco!

É um livro divertido, que todos deveriam ler!

Boas leituras :)
 e boas férias (se for o caso :) :)

quinta-feira, 5 de agosto de 2010

5

Filme: Evita


Título Original: Evita
Ano: 1996
Género: Musical, Drama, Biográfico
Realizador: Alan Parker


Nunca fomos fãs da intitulada “Rainha da Pop”. Também nunca ficámos surpreendidas com as suas prestações nos filmes em que participou. Isto, até termos visto Evita. Pois, neste filme, Madonna brilha do primeiro ao último minuto. Mas não é só ela, pois todo o filme é realmente fantástico!

Em Evita acompanhamos a história de Eva Péron (1919-1952), uma das maiores figuras da Argentina que mesmo tendo nascido num meio pobre conseguiu lutar contra todas as adversidades acabando por se tornar na primeira-dama desse país. Evita, como era carinhosamente tratada pelo povo, acabou por se transformar uma grande heroína para os argentinos, principalmente as classes mais baixas, e acabou por se tornar num verdadeiro mito que ainda perdura nos dias de hoje, tantos anos após a sua morte.

Em relação ao filme, só podemos dizer que, na nossa opinião, está simplesmente perfeito. Desde as músicas, interpretações, guarda-roupa, (…), tudo parece funcionar de uma forma brilhante dando origem a um dos melhores musicais alguma vez feito.
Como já dissemos, Madonna esteve fantástica no seu papel (ganhando muito merecidamente o Globo de Ouro para melhor actriz num ano em que os senhores dos Óscares andaram um pouco distraídos…), conseguindo que nos esquecêssemos por completo de quem ela é e vendo nela a verdadeira Evita.
As músicas do filme são verdadeiramente tocantes e conseguem algo incrível: contar toda a história do filme (pois este, mesmo tendo mais de duas horas, apenas possui pouquíssimas frases faladas, sendo todo o resto cantado; o que poderá desencorajar algumas pessoas a ver o filme mas que, na nossa perspectiva, apenas serve para o tornar ainda mais interessante).
Ficámos contentes quando um dos nossos temas preferidos – “You must love me” – ganhou o Óscar para melhor música original (aqui os senhores dos Óscares lá conseguiram acordar e atribuír um prémio merecido). E, digam lá, quem nunca se arrepiou ao ver a brilhante cena com a conhecidíssima “Don’t cry for me Argentina”?

Aqui fica um conselho: quem nunca viu este filme que tente vê-lo, quanto mais não seja para poder ter uma opinião fundamentada em relação a um dos mais conhecidos filmes da década de 90.

Fiquem com o Trailer do filme:


Já viram o filme? O que acharam?

segunda-feira, 2 de agosto de 2010

10

Entretenimento: À procura do sonho

Como grandes fãs do programa American's Next Top Model (de Tyra Banks), não podiamos deixar de ver a estreia deste programa. De facto, ontem estreou, no canal SIC, o programa "À Procura do Sonho".

Este é apresentado pela bela e talentosa Vanessa Oliveira e o menos talentoso mas simpático Pedro Guedes. 
O júri é composto pela conceituada estilista Fátima Lopes, a stilist Susana Marques Pinto e o fotógrafo Gonçalo Gaidoso. Muito nos agradou a postura de Fátima Lopes - simpática com os candidatos, com conselhos importantes a dar, nunca descurando a importância dos modelos continuarem com os seus estudos uma vez que o mundo da moda é bastante efémero.

Apesar de nos lembrar o programa de Tyra Banks, Fátima Lopes garantiu que ambos serão bastante diferentes. De facto, notou-se já alguma diferença, especialmente no primeiro "episódio" (demasiado voltado para o casting, na nossa opinião). Por outro lado, este programa tem como "iniciativa" eleger um modelo (um masculino e um feminino) para serem agenciados pela Face Models, o que difere, também, do programa supra mencionado.


Os candidatos têm entre os 15 e os 22 anos (estamos a ficar velhas!) tendo tido cerca de 8 mil inscrições.

Estará Portugal pronto para um programa deste género? Viu o primeiro episódio? O que achou?
Deixe-nos a sua opinião :)
Ocorreu um erro neste dispositivo

1%

1%