Envie esta página a um amigo!

quinta-feira, 29 de abril de 2010

3

Anime: Naruto Shippuden


Título: Naruto Shippuden
Autor: Masashi Kishimoto
Género: Drama, Acção, Aventura
Data de início de exibição: 2007
Episódios: ainda em exibição (148 até à data)


Já aqui falamos em Naruto um dos nossos animes favoritos e por isso mesmo não podíamos deixar de falar na sua continuação - Naruto Shippuden.
Continuamos a acompanhar Naruto e os seus companheiros, 3 anos depois da história inicial. Agora, com 15 anos, Naruto regressa a Konoha e percebe que todos os seus amigos são ninjas de níveis superiores ao passo que ele continua a ser um simples Genin. Contudo, Naruto não tem tempo para se preocupar com isso, pois a Akatsuki (uma organização de poderosos ninjas forasteiros) está no seu encalço e o jovem ninja rapidamente percebe que terá que lutar pela sua vida. Mas isto é apenas uma das muitas preocupações que Naruto tem já que uma preocupação muito, mas muito maior é…bem, é impossível continuar sem spoilers.

O melhor mesmo é verem. Uma coisa é garantida (ou melhor, muitas coisas!!): em Naruto Shippuden temos episódios cheios de acção, drama e uma grande intensidade sempre acompanhados de uma suberba banda sonora e um enredo fantástico. Quem gosta de Naruto, com esta segunda parte da história delira completamente ao perceber o quão complexa, interessante e espectacular a história se tornou.
É mesmo um anime a não perder para todos os amantes e, claro está, para quem já viu Naruto.

Aqui fica a primeira abertura de Naruto Shippuden:


Bons animes!!


segunda-feira, 26 de abril de 2010

6

Livro: Bonjour Tristesse





Título: Bonjour Tristesse
Autor:a Françoise Sagan
Páginas: 156
Publicação: 1954

Este é daqueles livros que acabamos por não gostar muito porque nos obrigam a lê-lo na escola, mas a verdade é que se não me tivessem "obrigado" a le-lo na escola, dificilmente o conheceria.
De qualquer forma, quem saiba ler francês, aconselho mesmo muito a lê-lo nessa língua, porque a tradução perde muito. Em francês cada palavra é saboreada de maneira diferente.

Talvez o que mais surpreendeu a crítica da altura foi o facto do livro ter uma forte solidez narrativa pelo que acabou por ser considerado um "romance psicológico".
Interessante o facto de Sagan ser muito jovem quando escreveu este livro e as circunstâncias na qual foi escrito. De facto, em 1953 (aos 18 anos) a autora reprovou nos exames em Paris pelo que, durante as férias de Verão, escreveu este romance que publicou em 1954 e que foi um sucesso levando a que a sua geração fosse vista com outros olhos... uma geração desiludida, aborrecida e triste. E mesmo com 18 anos, Sagan equipara-se aos grandes nomes da literatura francesa..
Ao longo de todo o livro podemos ver a inspiração que tomou das obras de Jean-Paul Sartre e Simone de Beauvoir. As suas personagens passam pela solidão, tédio, aborrecimento e tristeza. Em vão o prazer é procurado para se descobrir que os prazeres da vida são bem curtos e que, talvez, o homem esteja apenas condenado ao sofrimento.

No entanto, é um livro que pode ser lido com leveza uma vez que a sua leitura é interessante e cativante, mas um bom entendedor percebe o que se encontra nas entrelinhas...

A personagem principal é Cecile, uma jovem adolescente francesa muito desinibida. A paixão envolve todas as personagens deste livro, Cecile e o seu pai um grande sedutor e rico parisiense. Quando o seu pai decide ir passar férias na Riviéra Francesa numa luxuosa mansão, não lhe conta que está prestes a introduzir na sua vida uma nova personagem: Anne! Cecile, uma menina mimada de 17 anos, decide que o seu pai não se pode casar com ela e põe em prática uma série de planos para os separar, planos esses que tomam um rumo inesperado...

O livro foi adaptado para o cinema em 1957 e devo confessar que foi uma boa adaptação, mas como o livro é tão pequenino, penso que valha a pena dar-lhe, antes uma vista de olhos.

quinta-feira, 22 de abril de 2010

13

Filme: Parnassus - O homem que queria enganar o diabo


Título Original: The imaginarium of Doctor Parnassus
Título Portugal: Parnassus – O homem que queria enganar o diabo
Ano: 2009
Estreia Portugal: Março de 2010
Realizador: Terry Gilliam
Género: Fantasia, Aventura
Duração: 120 minutos
Elenco: Heath Ledger; Johnny Depp, Jude Law, Colin Farrel, Lily Cole, Christopher Plumer, Andrew Garfield, Tom Waits e Verne Troyer

Em mais uma incursão pelo mundo do cinema decidimos ver este filme (cujo trailer nos parecera interessante) que conta com a última participação de sempre de Heath Ledger.

A história apresenta-nos Dr. Parnassus, um homem que ganhou a imortalidade à custa de uma aposta com o diabo. Assim, durante séculos, Dr. Parnassus e Nick (um indivíduo que personaliza o próprio diabo) passam o tempo fazendo apostas entre si numa competição que parece não ter fim (o Dr. Parnassus é imortal, lembram-se?). Contudo, chega um dia em que Dr. Parnassus se apaixona por uma bela senhora e, na tentativa de a conquistar, pede ao diabo que lhe devolva a sua juventude. O desejo é-lhe concedido com uma única exigência – Dr. Parnassus tem que entregar seu primeiro filho ou filha a Nick quando este completar 16 anos de idade.
Dr. Parnassus acaba por ter uma filha, Valentina, que se encontra prestes a atingir a malograda data. Cada vez mais desesperado, Dr. Parnassus tentará tudo o que estiver ao seu alcance para conseguir enganar o diabo e, assim, salvar a sua filha do fatídico destino que a aguarda. Para isso, conta com a ajuda de um minúsculo homem (atenção: não se trata de um anão !! É algo…bem, diferente) chamado Percy, um jovem que por tanto querer ajudar acaba por atrapalhar, Anton, e Tony (Heath Ledger), um misterioso indivíduo sem memória com o qual se cruzaram quando este se encontrava numa situação, no mínimo, curiosa – enforcado debaixo de uma ponte.
                                                       ...Será que conseguirão enganar o diabo??

Sinceramente... não queiram saber a resposta a esta questão, pois tal implica que tenham que passar duas horas de sofrimento a assistir a um filme que não tem, como se costuma dizer, “ponta por onde se lhe pegue”.
De facto, Heath Ledger, Johnny Deep e Christopher Plumer bem tentam salvar o filme com performances fantásticas, mas há coisas que já estão mal feitas de raiz e este filme é uma delas.
Um argumento pobre em conjunto com cenas completamente descabidas fazem de Parnassus - O homem que queria enganar o diabo um filme que nos faz chorar. Não por ter um final espectacular e comovente acompanhado por uma grande banda sonora, mas sim porque nos faz pensar naquilo que poderíamos ter feito com o dinheiro gasto no bilhete.

Aqui fica o Trailer que conseguiu enganar-nos, só ficamos com uma dúvida: de quem são as opiniões proferidas no final??...


segunda-feira, 19 de abril de 2010

7

Série: POPULAR



Nome: POPULAR
Séries: 1 e 2
Data de lançamento nos USA: 29 Setembro 1999
Género: Comédia, Drama
Prémios: 5 ganhos e 9 nomeações
Actores:
Leslie Bibb - Brooke McQueen
Carly Pope - Samantha 'Sam' McPherson
Tamara Mello - Lily Esposito
Christopher Gorham - Harrison John
Sara Rue - Carmen Ferrara
Bryce Johnson - Josh Ford
Tammy Lynn Michaels - Nicole Julian
Ron Lester - Michael 'Sugar Daddy' Bernardino
Leslie Grossman - Mary Cherry
Lisa Darr - Jane McPherson
Scott Bryce - Mike McQueen
Diane Delano - Miss Roberta 'Bobbi' Glass

Esta é uma série que talvez poucos de vós conheceram.. de facto, cá em Portugal só deve ter passado na Sic Radical, e muitos anos depois de a termos visto num canal estrangeiro.
A história não podia ser mais corriqueira: duas raparigas no liceu (uma loura super popular e uma morena) são as líderes de dois grupos diferentes e opostos e... odeiam-se. No entanto, este ano o pai da loura (Brook) e a mãe da morena (Sam) decidem unir as suas famílias pelo que as duas passaram a ser…irmãs, a viver na mesma casa. Na série, Sam tenta demonstrar que não é necessário ser-se loura e bonita para se atingir a popularidade…será que vai conseguir?
Apesar desta história ter já sido muito “batida” em séries e filmes anteriores, o grande trunfo desta é o facto de ser uma série humorística, que aborda estas histórias de uma forma muito engraçada e diferente.

Na série, vamos também travar conhecimento com Nicole (uma rapariga sem escrúpulos que apenas está interessada em dinheiro, lojas, compras, homens e moda), Mary Cherry (uma louca completamente burra que entra no grupo de Brook apenas por ser super rica), Josh (o líder da equipa de futebol da escola, namorado de Brook mas cujo real sonho é ser actor de musicais), Suggar Dady (o melhor amigo de Josh, gordinho, engraçado, mas apenas reconhecido como “o amigo de Josh”), Harrison John (o melhor amigo de Sam), Carmen Ferrara (uma rapariga gordinha cujo sonho é fazer parte das cheerleaders), Lily Esposito (grande activista e defensora do meio ambiente) e April Tuna (a “lunática” e renegada por todos na escola que acredita que os extra-terrestres virão brevemente à terra).

Já repararam que o primeiro episódio desta série está no TV Flames? Viram? O que acharam? Trata-se do episódio piloto por isso não é assim MUITO bom...mas vale a pena ver esta série... :) Comentem..

quinta-feira, 15 de abril de 2010

17

Livro: As palavras que nunca te direi


Título Original: Message in a bottle
Título Portugal: As palavras que nunca te direi
Autor: Nicholas Sparks
Ano: 1998
Páginas: 301

Bem, hoje apercebemos-nos que ainda não tínhamos postado nada para aquelas pessoas super-românticas-que-se-apaixonam-todos-os-dias-quando-vêm-um-passarinho-a-cantar. Sim, hoje vamos falar de algo que por certo lhes agradará. Apresentamo-vos um dos muitos bestsellers de Nicholas Sparks - As Palavras que Nunca te Direi.

A história fala-nos da redescoberta do amor, da capacidade que o ser humano tem para, mesmo após uma grande perda na sua vida, redescobrir a sua capacidade para amar (sniff sniff).

Tudo começa quando uma jornalista divorciada e com um filho, Theresa Osborne, encontra uma garrafa com uma mensagem enterrada na areia enquanto dava um passeio à beira-mar. Essa mensagem consiste numa bela carta de amor que um homem chamado Garret dedica a uma mulher – Catherine. Impressionada com a carta, Theresa decide publicá-la no seu jornal e qual não é o seu espanto quando é contactada por dois leitores que têm mais duas cartas do mesmo autor para a mesma mulher. Intrigada com essa situação e não contendo mais a curiosidade em conhecer o autor de tão fantásticas cartas, Theresa reúne todos os meios possíveis para descobrir a identidade de Garret. Quando, finalmente, consegue a morada desse misterioso homem, Theresa parte ao seu encontro sem saber aquilo que a aguarda…

E é assim que tem início uma das mais belas, fantásticas e comoventes histórias de amor alguma vez escritas.  Quem já leu sabe perfeitamente o que é que estamos a dizer, quem nunca o fez mas ficou curioso é bom que se prepare, pois podem ficar viciados nos livros deste que é um dos autores mais lidos em todo o mundo.

Ah, é verdade: é possível que já tenham ouvido falar de um filme com o mesmo nome. Pois é, alguém teve a infeliz ideia de tentar reproduzir esta história para o cinema mas nem o fantástico Kevin Costner como protagonista conseguiu salvar este filme que é um autêntico desastre. Por isso, já sabem - primeiro o livro e depois, se algum dia estiverem super entediados e quiserem ficar mais um bocadinho, vejam o filme.

Boas leituras!

segunda-feira, 12 de abril de 2010

9

Entretenimento: Murder on the Orient Express

Jogo: Murder on the Orient Express

Origem: The Adventure Company
Voz de Poirot: a do próprio actor David Suchet


Como já tinha sido anunciado alguns post's atrás, eis o review do jogo Murder on the Orient Express...
Este é um jogo muito agradável de point & click, onde somos uma mulher como personagem (mulher essa que não aparece no livro) e ajudamos Poirot a investigar o assasinio de um dos passageiros do Expresso Oriente.
Todo o jogo se baseia na pesquisa de pistas, entrevistas com as várias personagens e discussões com Hercule Poirot, acompanhado por uma excelente música!

Deixamo-vos o trailer do jogo para que possam ver algumas imagens...ahh...e o próprio jogo não tem spoilers uma vez que foram introduzidos elementos que não existem no livro ou no filme e, o próprio final do jogo, difere da solução apresentada por Agatha Christie no seu fantástico livro...

Este é um jogo fantástico para quem gosta deste género de jogos, ou é fã, como nós, desta brilhante escritora...
Ah...e atenção, porque no jogo é necessário que se utilizem "the little gray cell's..."

quinta-feira, 8 de abril de 2010

7

Filme: O maior pénalti do mundo

Título original: El penalty más largo del mundo
Género: Comédia
Ano: 2005
Realizador: Roberto Santiago
Duração: 100 minutos

Como "devoradoras" confessas de filmes que somos, gostamos de vê-los seja qual for a língua ou o país. É por isso mesmo que hoje decidimos falar de um filme que, apesar de não ser muito conhecido, surpreendeu-nos bastante pela positiva.

A história fala-nos de Fernando, um jovem guarda-redes suplente do clube de futebol da sua terra, que tem tudo menos talento para o futebol. Por isso mesmo, o banco de suplentes é o local onde habitualmente assiste aos jogos da sua equipa já que nunca é chamado para entrar em campo.
Contudo, no último jogo do campeonato (um jogo decisivo pois se a sua equipa ganhar sagra-se campeã pela primeira vez na história) o guarda-redes titular lesiona-se e Fernando é chamado para o seu lugar. Quando o jogo está quase a terminar e a equipa de Fernando está a ganhar com um golo de vantagem, o árbitro marca um pénalti injustamente e os espectadores furiosos invadem o campo. Resultado: o jogo é adiado para a semana seguinte, mais precisamente, a marcação do pénalti (é verdade, por incrível que pareça, será realizado um jogo só para se marcar a grande penalidade!!!).
 E é assim que começa esta hilariante história, que nos mostra como é que Fernando, um completo zero à esquerda no futebol, passa essa semana entre os treinos para defender o decisivo pénalti e as trapalhadas em que se mete para conquistar a rapariga dos seus sonhos, Ana. À mistura, estão os seus (desastrados)amigos que contribuem para que a confusão e diversão sejam garantidos neste divertido filme.

Aconselhamos "O maior pénalti do mundo" a qualquer pessoa que queira passar bons momentos, num filme "levezinho" que nos faz ficar bem dispostos após passarmos hora e meia de pura diversão.

Enjoy!!!

Trailer

segunda-feira, 5 de abril de 2010

6

Filme: Crime no expresso oriente



Título Original: Murder on the Orient Express
Ano: 1974
Director: Sidney Lumet
Data de lançamento nos USA: 24 Novembro 1974
Género: Crime, Mistério, Thriller
Duração: 128 minutos
Actores:
Albert Finney - Hercule Poirot
Ingrid Bergman - Greta
Jacqueline Bisset - Countess Andrenyi
Jean-Pierre Cassel - Pierre (as Jean Pierre Cassel)
Sean Connery - Colonel Arbuthnot
John Gielgud - Beddoes
Hendy Hiller - Princess Dragomiroff
Anthony Perkins    - McQueen
Vanessa Redgrave - Mary Debenham
Rachel Roberts - Hildegarde
Richard Widmark - Ratchett
Michael York - Count Andrenyi
Colin Blakely - Hardman

O prometido é devido e cá vai o post sobre o filme. Há uns posts atrás apresentámos o livro: Um crime no expresso oriente, que tem várias adapatações de filmes...
Aqui vamos apresentar a nossa opinião sobre o filme de 1974. Foi com surpresa que vimos que o filme se aproximava bastante do livro, no entanto existem algumas ressalvas a fazer...
Se por vezes damos connosco a pensar: porque é que temos de ler os livros se existem os filmes? No caso dos livros da Agatha Christie essa não deve ser uma questão a colocar. É muito mais interessante ler o livro e depois vermos como é que foi adaptado para o cinema, e nunca o contrário.

Apesar do elenco fenomenal, este filme peca muito por ter escolhido mal o actor que representou Poirot, que o torna numa personagem irritante e, um pouco louca. Como é óbvio, não faz sentido voltarmos a falar da história uma vez que esta se encontra no review do livro. Apenas gostariamos de salientar o facto do livro ser, em grande medida, bastante superior ao filme, no entanto, não deixem de o ver se tiverem essa oportunidade.

Portanto, acreditamos que faz todo o sentido verem o filme apenas se já se deliciaram com a leitura do fantástico livro! Aqui vos deixamos, no entanto, o trailer...


quinta-feira, 1 de abril de 2010

4

Entretenimento: World of Warcraft



Nome: World of warcraft
Ano de Lançamento: 2004
Produtor: Blizzard Entertainment


Pode parecer mentira mas não é (brincadeirinha ;p). Hoje vamos mesmo falar de algo diferente daquilo que temos vindo a falar. Apresentamos-vos o World of Warcraft!

O World of Warcraft é um famoso jogo online que permite aos jogadores criar um (ou vários) personagem(ns) num mundo virtual em simultâneo com outros jogadores (aquilo que se denomina de Massive Multiplayer Online Role-Playing Game).
A acção decorre em Azeroth, um mundo repleto de fantásticas criaturas e paisagens. Ali, cada jogador escolhe a facção que quer representar: a Aliança (da qual fazem parte os Humans, Night Elfs, Draeneis, Gnomes e Darwes) ou a Horde (à qual pertencem os Orcs, Blood Elfs, Undeaths, Taurens e Trolls). A partir daí, os jogadores desenvolvem as suas personagens à medida que realizam diversas missões, enfrentam temíveis criaturas e combatem os jogadores da facção adversária. Mas isto é dizer muito pouco, pois em World of Warcraft os jogadores podem desenvolver as suas profissões, criar guilds (grupos de jogadores que interagem para várias finalidades: fazer dungeons em conjunto, conviver, …), fazer negócios na Auction House, conhecer pessoas de vários países, etc.

De facto, para quem não conhece o jogo tudo isto pode parecer bastante confuso, daí que o melhor mesmo seja jogar. É verdade, há um pequeno pormenor: é necessário criar uma conta para poder jogar, sendo que esta tem o custo de 14€ mensais. Contudo, visto que cerca de 12 milhões de pessoas em todo o mundo têm feito de World of Warcraft um dos jogos online com mais sucesso de sempre, a diversão acaba por compensar o dinheiro investido.
Quanto a nós, este é dos nossos jogos preferidos pois permite-nos passar bons momentos de pura diversão (quando não temos que estudar, coff coff), ao mesmo tempo que conhecemos pessoas de outros cantos do mundo!

Para ficarem a saber mais pormenores sobre este fantástico jogo e experimentarem jogar de forma gratuita durante 10 dias, visitem o site oficial e … deixem-se FASCINAR: http://www.worldofwarcraft.com/index.xml

Ocorreu um erro neste dispositivo

1%

1%